Preços em alta garantem uma safra recorde de grãos
CI
Agronegócio

Preços em alta garantem uma safra recorde de grãos

Soja mato-grossense seguirá sendo a menina dos olhos do Brasil e Mundo
Por:
Estado deve atingir 40,1 milhões de toneladas na safra 2012/2013, se mantendo na liderança nacional, tendo na soja ainda seu carro-chefe, segundo os dados da Conab


Mato Grosso continuará a liderar a produção de grãos na safra 2012/13 com novos recordes. Preços em alta da soja colaboram para este cenário. O Estado deverá produzir entre 40,1 milhões de toneladas (t) e 41,4 milhões t nesta safra que se iniciou ainda em setembro com o plantio da soja. Ao se comparar com o ciclo 2011/12 a variação menor é de 0,6% a uma superior de 2,6% frente as 40,3 milhões t colhidas. O apontamento é do 1º Levantamento de Intenção de Plantio Safra 2012/13, divulgado ontem pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab). O Paraná surge 2º com uma produção de até 35,7 milhões t.


A produção de soja pode chegar a 24,2 milhões t no Estado, representando 29,2% da safra nacional. O  incremento na produção é decorrência dos bons preços da soja e do milho, em consequência das quebras no Sul do Brasil e no exterior, possibilitando maior investimento em áreas de pastagem degradada e em tecnologia. A área destinada à produção saltará de 2,5% a 6,4% ante os 10,9 milhões de hectares (ha) da safra passada. A participação de Mato Grosso na safra total brasileira neste momento varia de 22,5% a 22,7%, visto a perspectiva de recorde ser entre 177,6 milhões t e 182,2 milhões t.


A área no Estado deverá crescer entre 11,2 milhões ha e 11,6 milhões ha. Já a produtividade deverá cair 3% de 3.679 quilos/ha para 3.568 quilos/ha. Conforme o diretor executivo da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Seneri Paludo, tais números ainda são perspectivas, mas que vêm de encontro ao  esperado pelo setor. “Apenas o número da área pode-se dizer que é algo de concreto. A produtividade e produção são projeções ainda, pois dependemos muito do clima”.


A soja mato-grossense seguirá sendo a menina dos olhos do Brasil e Mundo, segundo as projeções da Conab.

A perspectiva da entidade nacional, inclusive segue a linha do que o setor realmente espera. A estimativa prévia é que a produção varie de 23,1 milhões t a 24,2 milhões, um volume 6% a 10,9% superior as 21,8 milhões t colhidas  na safra 2011/12.

A área saltará de 7% a 12%, podendo ser de 7,4 milhões ha a 7,8 milhões na safra 2012/13, superior as 6,9 milhões ha da 2011/12. Já a produtividade deverá cair 1%, atingindo 3.100 quilos/ha contra os 3.130 quilos/ha do ciclo passado. “Os número estão conservadores, porém dentro do que esperamos. Se o clima nos ajudar,  inclusive podemos chegar a 25 milhões t de soja”, pontua o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Carlos Fávaro.


O Brasil deverá produzir entre 80,06 milhões t a 82,8 milhões t de soja, superando inclusive os 71,7 milhões t da safra 2012/13 dos Estados Unidos já colhidas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink