Preços FAO: em novembro carnes tiveram o pior desempenho do segundo semestre

Agronegócio

Preços FAO: em novembro carnes tiveram o pior desempenho do segundo semestre

Índice FAO de Preços das Carnes atingiu a marca dos 161,47 pontos, permanecendo quase inalterado em relação ao índice do mês anterior
Por:
183 acessos

De acordo com a Agência das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, em novembro passado o Índice FAO de Preços das Carnes atingiu a marca dos 161,47 pontos, permanecendo praticamente inalterado em relação ao índice (revisado) do mês anterior, que ficou em 161,81 pontos.

A FAO não comenta, mas, mesmo alcançando valor médio quase 4,5% superior ao de novembro de 2015, no mês que passou as carnes registraram o mais fraco resultado do segundo semestre de 2016. Em novembro passado caíram, conforme o órgão da ONU, os preços das carnes de frango, suína e ovina. Mas essas quedas foram parcialmente neutralizadas pela valorização da carne bovina. Daí a queda de apenas 0,2% nos preços do mês.

Em relação à carne de frango, especificamente, os resultados são bem menos significativos. A redução, no mês, por exemplo, foi superior a meio por cento. E se, em 12 meses, o Índice Geral das Carnes aumentou perto de 4,5%, o da carne de frango teve incremento inferior a 1%. E a culpa, neste caso, é do produto norte-americano, porquanto a carne de frango brasileira registra ganho de 3,5% no preço médio.

Analisando-se a evolução do Índice da Carne de Frango comparativamente ao Índice Geral das Carnes desde janeiro de 2000 até novembro de 2016 é possível constatar que entre 2007 e 2013 a carne de frango alcançou preços que, na média, estiveram 13% acima dos preços apontados pelo Índice Geral. Já de 2014 para cá as duas curvas têm sido muito similares. O ganho do frango em (quase) 36 meses anda, na média, em não mais que 0,3%.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink