Prefeitura de Caarapó/MS investe na zona rural

Agronegócio

Prefeitura de Caarapó/MS investe na zona rural

Projeto consiste em dotar as vias rurais de plenas condições de trafegabilidade
Por:
1469 acessos
Realizar obras definitivas, de modo a sanar de vez os problemas de escoamento da produção agropecuária em diversas regiões rurais do município de Caarapó. Com esse objetivo, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços da prefeitura de Caarapó está realizando um amplo projeto de atenção ao homem do campo, que consiste em dotar as vias rurais de plenas condições de trafegabilidade. O planejamento prevê a gradativa substituição de pontes de madeira por tubulação de aço galvanizado.


“As pontes de madeira têm vida curta, em razão das intempéries. Com o excesso de chuvas, que têm sido comuns na nossa região, essas passagens são facilmente danificadas, o que exige um esforço de recuperação muito grande”, avalia o secretário de Obras da prefeitura de Caarapó, Roberto Maitan. Em dois anos, pouco menos dez pontes foram totalmente destruídas pelas chuvas no município de Caarapó, informou o secretário.

A saída, segundo avaliação técnica, é a substituição das pontes de madeira por estruturas de aço galvanizado. As obras já estão sendo executadas, sendo que já receberam o benefício as regiões do Major Pedro, Saiju, Metifogo, córrego nas proximidades da antiga escola Pedro Cassaro, Colônia Paulista (Monjolinho) e Boi Jaguá (região do frigorífico Fribrasil e abatedouro São Francisco).


O planejamento da Secretaria de Obras prevê a execução de obras semelhantes no córrego Engenho Velho (Colônia Paulista), córrego Oculto (entre Caarapó e Vicentina), córrego Monjolinho (Dom Bosco), córrego Lucero (região do Kaká), Bopeí (fazenda VR), córrego Glória (loteamento Capitão Vigário), córrego Periquiro (Agrenco), e Liberal (fazenda Santa Maria). Os tubos medem 2,80 m, 2,5 e um metro de diâmetro. A extensão das tubulações atinge dez e vinte metros lineares e serão instaladas conforme a necessidade de cada passagem.

Para realizar o projeto de atendimento, a prefeitura de Caarapó fez recentemente a licitação de 172 tubos, que custaram R$ 300 mil. Paralelamente, os serviços complementares, como encabeçamento dos tubos, que é feito de alvenaria, deverão consumir R$ 283 mil. “Tudo isso está sendo feito com recursos próprios, sem auxílio externo”, informou o prefeito Mateus Palma de Farias (PR), que recentemente vistoriou os serviços em passagem de córrego na região do Boi Jaguá. “É um serviço que dá tranqüilidade para mais de três décadas”, disse, referindo-se à vida útil da tubulação e à qualidade dos serviços executados pela equipe da própria prefeitura.


O município de Caarapó é forte produtor agropecuário, com destaque para o gado de corte, soja, milho e, mais recentemente, de cana para fabricação de açúcar e etanol. Só de milho safrinha, calcula-se que o município produzirá 216 mil toneladas em 2011, em uma área de 60 mil hectares. “Então, é justo que dediquemos essa atenção ao nosso produtor, dando-lhe condições para escoar os seus produtos”, concluiu o prefeito Mateus Palma de Farias.

A substituição das pontes de madeira por estruturas de aço integra o Plano de Obras para este ano, que prevê investimentos de mais de R$ 8 milhões em obras e outras ações na cidade e zona rural, incluindo os distritos de Cristalina e Nova América, além da Reserva Indígena Te’ýikue.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink