Prejuízo da CNH atinge US$ 111 milhões no quarto trimestre de 2003
CI
Agronegócio

Prejuízo da CNH atinge US$ 111 milhões no quarto trimestre de 2003

Por:

A CNH Global, a segunda maior fabricante mundial de tratores e máquinas agrícolas combinadas, informou que seus prejuízos líquidos no quarto trimestre cresceram para US$ 111 milhões por causa dos custos do fechamento de fábricas.

O prejuízo foi de 84 centavos por ação, em relação com US$ 25 milhões, ou 19 centavos, no mesmo período do ano passado. As vendas subiram 11%, de US$ 2,59 bilhões para US$ 2,86 bilhões, informou a companhia com sede em Amsterdã, e escritórios em Lake Forest, Illinois.

A CNH, que vende as marcas Case, New Holland e Fiatallis, prevê que este ano seus lucros, excluídos os custos, melhorarão com o aumento das vendas de produtos, incluindo uma nova linha de colheitadeiras e trilhadeiras combinadas. Os resultados foram afetados pelos custos do fechamento de fábricas anunciado em julho de 2000, que previa a redução dos número de plantas de 60 para 39 até o fim de 2005.

Os resultados do quarto trimestre incluíram US$ 140 milhões de custos para o fechamento de fábricas, em comparação com US$ 21 milhões para a mesma finalidade no mesmo período do ano anterior, informou a companhia. A CNH prevê custos chegarão a US$ 100 milhões, este ano, para concluir seu plano de reestruturação.

As vendas de equipamentos agrícolas, a maior unidade da companhia, aumentaram 15% para US$ 1,89 bilhão, no trimestre passado. A CNH beneficiou-se com as fortes vendas de suas novas colhetadeiras combinadas na América do Norte, América Latina e Europa, e com a conversão das moedas. As vendas na América do Norte deverão subir este ano, enquanto cai a demanda nos mercados da América Latina e Europa.

As vendas de equipamentos para construção subiram 4% para US$ 798 milhões, puxadas pelo crescimento da demanda de equipamentos pesados na Ásia e América do Norte. Na Europa, as vendas declinaram e na América do Norte poderão subir, enquanto as na Europa permanecerão inalteradas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink