Prêmios do café atingem máxima de 6 meses na Indonésia

Agronegócio

Prêmios do café atingem máxima de 6 meses na Indonésia

A colheita terminou em outubro no país
Por:
1037 acessos
Os prêmios para o café robusta da Indonésia subiram nesta semana para o nível mais alto desde maio, com a escassez de oferta antes da nova safra começando a afetar os exportadores, enquanto no Vietnã os preços mudaram de mão, passando a registrar descontos para os contratos futuros, disseram operadores nesta sexta-feira.


A colheita terminou em outubro na Indonésia, segundo maior produtor de robusta depois do Vietnã, e operadores esperavam que uma melhor safra iniciando em dezembro ou janeiro. A principal colheita ainda está a alguns meses de distância, em abril ou maio.

Os grãos de Sumatra de tipo 4, 80 por cento defeituosos, foram cotados com prêmios de 150 dólares a 170 dólares ante o contrato janeiro de Londres, acima dos 100 dólares na semana passada, sem registro de acordos. Os grãos do Vietnã foram negociados nesta semana com descontos de 30 dólares ante a bolsa de Londres.


"As pessoas que ainda têm grãos com 80 por cento de defeito estão segurando seus estoques. Eu diria que o prêmio é de, pelo menos, 150 dólares", disse um operador em Cingapura.

"É louco na Indonésia. A maioria das casas de trading estão vazias e também estão sobrevendidas. Eu acredito que esse problema vai durar até fevereiro", disse o operador, acrescentando que os exportadores estavam se esforçando para cumprir os contratos.

O clima favorável ajudou a Indonésia a produzir grãos maiores, ou a variedade Extra Large Bean, em sua safra recente, mas a maioria dos torrefadores e produtores de alimentos processados ainda está em busca dos grãos mais negociados, os 80 por cento defeituosos.


A produção indonésia de café pode aumentar quase 13 por cento no ano até setembro de 2013, estimulada pela melhora do clima, enquanto a crescente demanda por torrefadores locais deve impulsionar o consumo e elevar as importações, segundo pesquisa da Reuters.

"Os diferenciais do Vietnã estão bastante semelhantes. Nós compramos grãos vietnamitas a 30 dólares abaixo de Londres ontem. A demanda de torrefadores europeus ainda existe. O preço é competitivo, na comparação com os grãos da Indonésia."

Os grãos tipo 2 do Vietnã, 5 por cento pretos e queimados, foram ofertados de 30 dólares a 70 dólares abaixo do contrato janeiro em Londres na semana passada. O Vietnã colheu uma safra recorde de cerca de 1,6 milhão de toneladas na recém-terminada temporada 2011/12 com maiores produtividades.


Vietnã e Indonésia representam cerca de 23 por cento da produção global. O robusta misturado com os grãos arábica por um café de mais baixo custo ou processado em café instantâneo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink