Prêmios Nobel criticam oposição à OGMs

GENÉTICA

Prêmios Nobel criticam oposição à OGMs

"Estamos modificando o mundo biológico em nível de DNA há milhares de anos"
Por: -Leonardo Gottems
218 acessos

Os vencedores do Prêmio Nobel de Química deste ano de 2018 dizem que os temores exagerados sobre organismos geneticamente modificados (OGMs), ou transgênicos, colocam em risco a sociedade que se beneficia desta tecnologia. A professora Frances Arnold, dos Estados Unidos, e Sir Gregory Winter, da Grã-Bretanha, fizeram os comentários na sexta-feira antes de aceitar o prêmio na segunda-feira. 

"Estamos modificando o mundo biológico em nível de DNA há milhares de anos", disse Arnold em entrevista coletiva, citando exemplos como as novas raças de cães. "De alguma forma, há esse novo medo do que já estamos fazendo e que o medo limitou nossa capacidade de fornecer soluções reais”, comenta. 

Arnold argumentou que as culturas geneticamente modificadas poderiam tornar a produção de alimentos mais ambientalmente sustentável e ajudar a alimentar a crescente população mundial.  Nesse cenário, ela afirmou que as modificações genéticas podem tornar as culturas resistentes a secas e doenças. 

Em meados de 2016, mais de 100 vencedores do Nobel assinaram uma carta aberta na qual defendiam o potencial e a segurança das culturas GM. De acordo com eles. A falta de comprovação científica dos possíveis problemas que são alegados acaba tirando todo o mérito das acusações contra os transgênicos. 

“Órgãos reguladores e científicos de todo o mundo descobriram repetida e consistentemente que culturas e alimentos melhorados através da biotecnologia são tão seguros, se não mais seguros, do que aqueles derivados de qualquer outro método de produção. Nunca houve um único caso confirmado de um resultado negativo na saúde de seres humanos ou animais derivados de seu consumo. Seus impactos ambientais provaram repetidamente que são menos prejudiciais ao meio ambiente e uma grande ajuda para a biodiversidade global”, afirmam.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink