Presidente da CNA estima crescimento de 3,65% do VBP em 2011

Agronegócio

Presidente da CNA estima crescimento de 3,65% do VBP em 2011

Resultado do VBP em 2010 foi prejudicado pelo desempenho de produtos específicos
Por:
1113 acessos

O Valor Bruto da Produção (VBP) do setor agrícola deve somar R$ 261 bilhões em 2011,crescimento de 3,65% em relação ao resultado de 2010, quando o faturamento bruto obtido com a venda de um grupo de produtos agrícolas somou R$ 251 bilhões. A previsão foi divulgada há pouco pela presidente da Confederação da Agricultura e PEcuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, que apresenta à imprensa o documento "Perpectivas para 2011 e Balanço de 2010". A entrevista coletiva é realizada na sede da CNA, em Brasília.

Ao divulgar os dados, a presidente da CNA lembrou que o resultado do VBP em 2010 foi prejudicado pelo desempenho de produtos específicos, como o arroz. Outros produtos garantiram crescimento do VBP. De modo geral, os custos de produção caíram em 2010. Na média, o gasto médio por hectare foi de R$ 936 na média de 2010, abaixo dos R$ 1.160 gastos em 2009.

Ainda segundo ela, o nível dos estoques de grãos está baixo. O consumo de alimentos deverá continuar aquecido. "O consumo deverá ficar estável. Não deverá haver redução na renda", afirmou a senadora, lembrando que qualquer ganho de renda adicional por parte da população é revertido no aumento do consumo de alimentos. Outro assunto abordado foi o crescimento da economia mundial. A China, lembrou, motor da economia mundial, deve crescer entre 8% e 9,5%, segundo projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Na avaliação da CNA, se o crescimento da economia da China no ano que vem for inferior a 8%, o quadro será de preocupação, já que um crescimento menor reduzirá a demanda chinesa por alimentos, produtos que são importados, principalmente, do Brasil. Em 2010, o saldo da balança comercial deve ser de US$ 63,4 bilhões. De modo geral, o saldo será de US$ 15 bilhões. "Esses números mostram a importância do agronegócio para a economia do País", disse.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink