Presidente da Embrapa recebe ministro cubano de Comércio Exterior
CI
Agronegócio

Presidente da Embrapa recebe ministro cubano de Comércio Exterior

Cooperação internacional tem sido prioridade da Embrapa, segundo Maurício Lopes
Por:
Cooperação internacional tem sido prioridade da Embrapa, segundo Maurício Lopes

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) deverá fortalecer a cooperação com Cuba, país com o qual a instituição tem quatro projetos em execução. O fortalecimento dessa relação na área científica e tecnológica e a identificação de temas de interesse comuns para ampliar a parceria pontuaram o primeiro compromisso do novo presidente da Empresa, Maurício Antonio Lopes, no âmbito da cooperação internacional da instituição. Ele, que assumiu na quarta-feira (10) a presidência da estatal, se reuniu com o ministro de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro de Cuba, Rodrigo Malmierca. Também participaram da reunião a diretora-executiva de Administração e Finanças, Vania Castiglioni, e o diretor-executivo de Transferência de Tecnologias, Waldyr Stumpf.


Malmierca disse esperar que a Embrapa possa colaborar com o país dele quanto ao incremento do setor agrícola. Segundo o ministro, Cuba poderia produzir 70% dos alimentos que importa. A expectativa dele é de a Embrapa colaborar no desenvolvimento de projetos que cubram a lacuna da produção aplicada.


Para o presidente Maurício Lopes o caminho para o fortalecimento das relações de cooperação com Cuba começa pela identificação de temas de maior interesse ou que signifiquem gargalos ao setor agrícola cubano. Ele enfatizou também que assuntos relacionados à biotecnologia reúnem todas as condições para aproximar os cientistas cubanos e brasileiros. “Podemos, sim ter laços mais fortes com Cuba em ciência, tecnologia, transferência e adaptação de tecnologias”, disse o presidente. “Além disso, a cooperação internacional tem sido prioridade da Embrapa e deveremos intensificá-la”, disse Lopes.


Com um histórico de diálogo e cooperação com as instituições de pesquisa cubanas, a Embrapa atualmente tem os seguintes projetos: assistência técnica para a produção de soja e milho (Fase II), intercâmbio de experiências e desenvolvimento de capacidades técnicas em controle biológico de pragas agrícolas entre os dois países (Fase II), limites permissíveis de metais pesados na agricultura cubana (transferência e adequação da Legislação Brasileira/Fase II), apoio ao processo de diversificação integral agrícola e industrial do setor açucareiro cubano. Todos os projetos são financiados e coordenados pela Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink