Presidente da Faeg participa de doação de leite a entidades

Agronegócio

Presidente da Faeg participa de doação de leite a entidades

O presidente da Faeg, José Mário Schreiner, participou na manhã, no Palácio das Esmeraldas, de evento em comemoração ao Dia Mundial do Leite.
Por:
238 acessos

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner, participou na manhã desta segunda-feira (3), no Palácio das Esmeraldas, de evento em comemoração ao Dia Mundial do Leite – celebrada oficialmente no dia 1º de junho –. A ação realizada em todos os anos da gestão do governador Marconi Perillo, contou também com a participação de produtores de leite e presidentes de sindicatos, que prestigiaram a doação de 60 mil litros de leite do Sindicato de Laticínios e Produtos Derivados do Estado de Goiás (Sindleite) para repassar à Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) que, por sua vez, destinará os produtos a 600 entidades filantrópicas cadastradas.

De acordo com José Mário, o evento é importante para destacar os avanços de Goiás na produção de leite no país, já que ocupa a 4ª posição no ranking de estados produtores de lácteo. “A cadeia leiteira está presente nos 246 municípios goianos, trazendo renda às famílias que dependem dessa produção. Por isso não deixo de parabenizar a ação do governador em doar milhares de litros de leite à OVG e entidades que dependem do alimento”, disse, sublinhando também os gargalos enfrentados pelo setor no que diz respeito à seca que afeta o milho safrinha e cobrando um seguro rural eficiente aos produtores rurais.

O governador Marconi Perillo ressaltou que as ações de incentivos aos produtores, em diversos setores, ainda têm sido a melhor forma de proporcionar crescimento. Ele citou como exemplo as políticas de estímulo oferecidas às usinas de etanol, que de 11 passaram para 37, de 1999 até este ano.

“Hoje, nosso estado é o segundo produtor de etanol. Não é um posto que veio de graça. Se não tivéssemos uma política agressiva de incentivos fiscais, não estaríamos tão bem colocados. O governo tem de ser proativo, ter visão, conversar permanentemente com todos os segmentos sociais, o Estado se desenvolve. Por isso nossas estatísticas estão entre as melhores do Brasil”, analisou. Perillo informou que o governo já enviou à Assembleia Legislativa de Goiás um projeto de lei para prorrogação dos incentivos fiscais a todo o setor produtivo até o ano de 2040, para dar garantia de competitividade às empresas e promover a atração de outras.
 
O governador Marconi Perillo ressaltou que as ações de incentivos aos produtores, em diversos setores, ainda têm sido a melhor forma de proporcionar crescimento. Ele citou como exemplo as políticas de estímulo oferecidas às usinas de etanol, que de 11 passaram para 37, de 1999 até este ano.

“Hoje, nosso estado é o segundo produtor de etanol. Não é um posto que veio de graça. Se não tivéssemos uma política agressiva de incentivos fiscais, não estaríamos tão bem colocados. O governo tem de ser proativo, ter visão, conversar permanentemente com todos os segmentos sociais, o Estado se desenvolve. Por isso nossas estatísticas estão entre as melhores do Brasil”, analisou. Perillo informou que o governo já enviou à Assembleia Legislativa de Goiás um projeto de lei para prorrogação dos incentivos fiscais a todo o setor produtivo até o ano de 2040, para dar garantia de competitividade às empresas e promover a atração de outras.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink