Prévia mostra cifras de R$ 300 milhões na Agrishow Cerrado

Agronegócio

Prévia mostra cifras de R$ 300 milhões na Agrishow Cerrado

Balanço da movimentação de negócios na Agrishow Cerrado 2005 deverá ser concluído amanhã
Por:
4 acessos

“Missão cumprida”. Com esta frase o presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT) - uma das entidades organizadoras -, Hugo Ribeiro, resumiu a quarta edição da Agrishow Cerrado, que terminou neste domingo (24-04), em Rondonópolis, no Mato Grosso.

O balanço da movimentação, daquela que é a maior feira de agrodemonstração do Centro-Oeste, somente será concluído na terça-feira (26-04), pois os bancos do sistema financeiro e das fábricas permanecerão acatando propostas de financiamento ainda hoje.

Hugo, porém, acredita que volume de vendas de colheitadeiras, aviões agrícolas, tratores, caminhonetes, implementos e uma variada gama de outros produtos ultrapasse a casa de R$ 300 milhões. “A Neiva (subsidiária da Embraer) vendeu 16 aviões agrícolas do modelo Ipanema”, avalia o presidente da Fundação MT.

Hugo revelou que o público visitante neste ano - de 36 mil pessoas - superou a edição anterior, que recebeu 35 mil visitas. E que o número de expositores previsto para 270 foi superado, pois 280 empresas montaram estandes no parque de exposição do sindicato rural, onde a Agrishow se instala a cada ano.

O presidente da Câmara Setorial da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) e vice-presidente daquela entidade, Francisco Matturro, observou que os industriais do setor se fizeram presentes em Rondonópolis com a mais moderna tecnologia disponível no mercado, mesmo sabendo do grave momento enfrentado pela agricultura, o que em tese reduz o volume de vendas.

“Participamos da Agrishow Cerrado e participaremos das demais grandes feiras, porque desafios existem para serem superados”.

Matturro salientou que mesmo diante da retração do mercado os fabricantes associados à Abimaq se empenharam na dinâmica de máquinas para a difusão de tecnologia e de novos produtos para a agricultura.

AGRISHOW CERRADO 2006 - No entendimento do prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti (PPS), “não só com números de vendas se expressa o sucesso de um evento”. Essa referência é um comparativo com a edição anterior, quando foram apresentadas propostas de compras de R$ 1,38 bilhão.

Somente o Banco do Brasil acolheu no passado R$ 1,1 bilhão em propostas e somente R$ 270 milhões foram de fato liberados, seja em função de restrições aos limites dos tomadores ou mesmo em função de desistências. Os bancos que participaram da feira acreditam que esta cautela torna as vendas mais seguras e fará com que as liberações saiam em até 120 dias.

Adilton aproveitou o momento para fazer o pré-lançamento da Agrishow Cerrado 2006, que deverá ser realizada entre os 18 a 22 de abril.

O prefeito revelou que essa feira continuará sendo realizada em Rondonópolis “por um bom tempo”.

Ele disse que a Fundação MT, a prefeitura e o sindicato rural renovaram com a grife Agrishow o contrato que assegura sua continuidade na cidade, por mais 10 anos, apesar da insistência de alguns municípios a exemplo de Cuiabá e Sorriso – por seus prefeitos – em ser sede da feira em etapas alternadas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink