CI

Previsão indica mais de 50 mm nesta sexta-feira

Baixa pressão no Sul, Ciclone no Sudeste e corredores de umidade trazem condição de chuvas abrangentes nesta sexta


Foto: Pixabay

Revisão Aline Merladete

A sexta-feira (16.02) será marcada pela intensificação das chuvas entre a região Sul, Sudeste e Centro-Oeste em decorrência da formação do ciclone na costa do Brasil. 

Este fenômeno potencializará as condições de instabilidade climática em estados como Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e Espírito Santo, onde, em alguns pontos isolados, as chuvas poderão atingir volumes entre 50 e 60 mm em um intervalo de 24 horas.

Clique aqui e acesse AGROTEMPO

Nas áreas com a maior presença de nebulosidade, as temperaturas no período da tarde serão amenas, variando entre os 26 e 30°C. 

De maneira geral, as instabilidades se espalham por todo país, incluindo áreas da região Nordeste, onde a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) deve influenciar as condições de chuva sobre o norte do Maranhão e Piauí.

Em contrapartida, o tempo seco será menos comum neste dia, limitando-se a poucas áreas. Uma delas é o sudoeste do Rio Grande do Sul, onde as plantações já começam a mostrar sinais de estresse hídrico. Outra região que vivenciará um clima mais seco é o extremo norte do Brasil, particularmente em Roraima.

Veja o mapa para hoje e a previsão para a sua região

Região Norte: Chuvas abaixo da média para a época do ano

Há possibilidade de chuvas em boa parte da região, embora as instabilidades devem ser mais irregulares e de fraca intensidade se comparado ao que seria esperado para a época do ano. As chuvas mais intensas devem acontecer na Boca do Acre (AM) com acumulados na ordem dos 20 mm, ocorrendo na forma de temporais isolados se passageiros no período da tarde. Este comportamento se estendeu para a maior parte da região, com chuvas variando entre os 5 e 15 mm. Já em RR e no Baixo Amazonas no PA, a previsão indica uma condição de tempo firme.

 

Região Nordeste: Chuvas bem distribuídas na região 

Os corredores de umidade ficam mais organizados na região, com destaque para a faixa norte, onde a ZCIT aumenta a possibilidade de chuvas. Apesar de toda a região ter condições para instabilidades, áreas da faixa central da BA e SEALBA devem registrar uma maior irregularidade nos registros, tanto nas áreas que não nos volumes ocorridos. Ao passo que áreas do norte do MA, norte do PI devem ter um dia com a maior presença de nuvens e chuvas, assim como o sul da BA. As temperaturas no período da tarde, devem ser amenas sobre a faixa norte, com previsão abaixo dos 30°C em alguns pontos do CE e MA.

 

Região Centro-Oeste: Previsão indica mais de 55 mm em MS

A formação do ciclone na costa do sudeste, mexe com as condições de tempo em parte do Centro-Oeste. O destaque é em relação à maior presença de nuvens e chuvas intensas no leste do MS, como em Paranaíba, onde as simulações indicam mais de 55 mm. As instabilidades avançam sobre todo o estado de GO, levando chuvas de 30 a 40 mm em áreas do Entorno de Brasília. Em MT as condições de chuvas também são elevadas, embora as instabilidades devem acontecer apresentando uma grande irregularidade tanto nas áreas quanto nos volumes.  Em GO, com a maior cobertura de nuvens, as temperaturas devem ser mais amenas no período da tarde, enquanto o sul setores do Pantanal (MT/MS) devem registrar marcas acima dos 37°C.

 

Região Sudeste: Ciclone traz risco de transtornos

O destaque na região sudeste será para a formação do ciclone na costa da região – em alto-mar – mantendo um corredor de instabilidades sobre MG e ES, além de reforçar as chuvas no oeste Paulista. A região de Presidente Prudente (SP) deve registrar as chuvas mais intensas com acumulados de até 40 mm, assim como áreas de Aimorés (MG). No ES as condições indicam possibilidade de chuvas acima dos 60 mm em Linhares. O tempo deve ter o predomínio de nuvens e chuvas a qualquer momento, mantendo também as temperaturas no período da tarde amenas. Apenas aéreas do leste de SP devem contar com a maior presença do Sol.

 

Região Sul: Baixa pressão traz precipitações intensas para RS e SC

A passagem de um cavado – região alongada de baixa pressão – deve aumentar as condições de chuvas sobre o centro e leste do RS e Serra Catarinense. Essas chuvas devem ocorrer com intensidade de moderada a forte, resultando acumulados na ordem dos 30 a 40 mm em áreas de Guaporé (RS) e Campos de Lages (SC). Nas demais áreas de SC e PR, as instabilidades devem ocorrer na forma de pancadas isoladas e passageiras no período da tarde, mas que podem ser na forma de temporais ao norte da região. Já no sudoeste e sul do RS o predomínio segue com o tempo firme. 

 

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.