Primeira Finooliva encerra com avaliação positiva

Agronegócio

Primeira Finooliva encerra com avaliação positiva

Mais de mil especialistas e representantes do setor participaram do evento em Porto Alegre
Por:
1049 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Encerrada na última sexta-feira, a primeira Feira Internacional de Negócios em Olivicultura (Finooliva) terminou com saldo positivo, segundo os organizadores. Cerca de mil pessoas, entre autoridades, especialistas do setor e comerciantes passaram pelos estandes do evento, que foi realizado no Centro de Eventos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs), em Porto Alegre (RS).

O presidente da Associação Rio-Grandense dos Olivicultores (Argos), Guajará Oliveira, informa que cerca de mil pessoas participaram do evento. Os destaques foram o concurso de azeites, que reuniu 44 produtos de diversos países produtores do mundo, além da jornada técnica, que trouxe os principais especialistas do planeta, como o diretor-executivo do Conselho Oleícola Internacional (COI), Jean-Louis Barjol. "Como foi a primeira feira as coisas são um pouco mais difíceis. Mas fazendo um balanço geral, foi extremamente positivo. Tivemos um concurso internacional de azeites com 44 exemplares. As jornadas técnicas foram de um nível muito alto, com pessoas seletas, que se interessam pela olivicultura e o desenvolvimento do setor no Estado e no Brasil. O nível dos palestrantes foi muito alto e agregou valor ao tema do desenvolvimento".

O presidente da Argos também ressalta o interesse de negócios com os expositores da feira. Representantes de importadores como a Uniagro e a rede varejista Zaffari Bourbon estiveram realizando contatos com os participantes da Finooliva. "Foram gerados negócios com azeites de países como Portugal, Espanha, Argentina e Turquia", completa.

Na ocasião, também foi entregue o troféu Celeste Gobbato para personalidades que contribuíram com o desenvolvimento da olivicultura no Brasil. Um dos nomes homenageados foi o ex-governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto. Oliveira já anunciou a segunda edição do evento, que será realizada em 2016.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink