Problemas na safra americana podem ser “salvação” para preços do milho
CI
Agronegócio

Problemas na safra americana podem ser “salvação” para preços do milho

Dos 39 milhões de hectares previstos, apenas 5% foram plantados
Por:
Problemas climáticos no início da safra de milho dos Estados Unidos não indicam uma quebra de safra, como no ano passado, mas qualquer redução das estimativas de produção já aponta para aumento dos preços do milho, o que agrada aos produtores brasileiros.

De acordo com informações divulgadas pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o país norte-americano está com o plantio do cereal bastante atrasado. Dos 39 milhões de hectares previstos, apenas 5% foram plantados.

A média dos últimos 5 anos revela que o atual plantio está aproximadamente 26% atrasado, o que está sendo causado pelo grande volume de chuvas e ao frio excessivo que vem ocorrendo no cinturão do milho americano. 

Como os Estados Unidos são determinadores de preço e os maiores exportadores do cereal, têm grande influência sobre as modificações no mercado, prova disso é que, de acordo com o Imea ainda, desde o início deste mês de maio o cereal vem apresentando aumentos constantes na Bolsa de Chicago.

“Em meio a uma safra que tende a ser recorde em Mato Grosso e com preços nada atrativos, uma possível menor safra americana pode vir a trazer otimismo para o cenário do milho brasileiro”, consta de boletim do Imea.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.