Processo de aprovação chinês custa bilhões às empresas

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
MERCADO

Processo de aprovação chinês custa bilhões às empresas

Negociações estão ocorrendo em Washington
Por: -Leonardo Gottems

O processo de aprovação da China para as culturas biotecnológicas está cercado por obstáculos regulatórios e atrasos que custaram bilhões de dólares às empresas norte-americanas, segundo autoridades locais. Grupos da indústria e membros do Congresso têm pedido ao governo Trump que pressione a China para que seu processo regulatório de aprovação de produtos biotecnológicos agrícolas seja mais transparente e oportuno. 

Conversas de alto nível no início deste mês em Washington entre os negociadores chineses e norte-americanos abordaram uma série de problemas de barreira não tarifária. Um porta-voz do Ministério do Comércio da China, Gao Feng, disse a repórteres na quinta-feira que as negociações alcançaram "novos progressos", acrescentando que a transferência de tecnologia e a propriedade intelectual estão entre os assuntos discutidos. 

As políticas regulatórias chinesas sobre sementes de organismos geneticamente modificados são vistas como protecionistas e favorecem o desenvolvimento doméstico e a comercialização da biotecnologia agrícola, de acordo com observadores da indústria. Acredita-se que Pequim gastou mais de US$ 3,5 bilhões em pesquisas de culturas biotecnológicas para ajudar a desenvolver sua indústria doméstica. 

"Os protocolos de aprovação de transgênicos são muito oblíquos e, no entanto, têm sido um grande problema para os EUA", disse Joseph Glauber, ex-economista-chefe do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e atual pesquisador do Instituto Internacional de Pesquisa sobre Políticas Alimentares, em Washington. 

Estima-se que o impacto financeiro dos atrasos na aprovação chinesa de culturas biotecnológicas nos EUA tenha resultado em impacto direto de quase US $ 5 bilhões em cinco anos, de acordo com um estudo encomendado pelo grupo de comércio da indústria CropLife International. Ao incluir os "efeitos em cascata" na economia global dos EUA, o relatório estimou impactos superiores a US $ 14 bilhões. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink