Produção da Adubos Paranaíba aumenta 17 vezes em 30 anos
CI
Agronegócio

Produção da Adubos Paranaíba aumenta 17 vezes em 30 anos

Empresa industrializa e comercializa em média 88 mil t/ano
Por:
Há 30 anos, a Adubos Paranaíba atende à demanda dos produtores rurais do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e sul de Goiás por meio da industrialização e do comércio de fertilizantes. Em Uberlândia, a marca se destaca como a única da cidade a industrializar adubos minerais. À frente destas conquistas está o trabalho de João Luiz Boareto, sócio-fundador, que faz questão de contar como foram os primeiros anos de atuação da empresa.


As instalações da indústria se mantiveram no espaço onde está hoje, em uma área de 20,2 mil m², no Distrito Industrial, zona norte da cidade. No entanto, a capacidade de produção e de armazenamento teve um salto expressivo. Em 1983, data de fundação da empresa, eram registradas uma produção de 5 mil toneladas por ano e uma capacidade de armazenamento de 7 mil toneladas. Hoje, a empresa industrializa e comercializa uma média de 88 mil toneladas de fertilizantes por ano e tem condição de armazenar 25 mil toneladas. Os números resultam em um faturamento anual médio de R$ 90 milhões.

O crescimento da empresa foi reconhecido nacionalmente. Em agosto, a Adubos Paranaíba recebeu o Prêmio Exame, entregue às 250 pequenas e médias empresas que mais crescem no país. Hoje, a indústria conta com uma carteira de 3 mil clientes, sendo 400 ativos. “A maior parte são pequenos e médios produtores rurais que buscam o fertilizante de acordo com o tipo de cultura e de solo em que trabalham”, disse o empresário. Além do parque industrial, a Adubos Paranaíba conta com 60 funcionários entre químicos, agrônomos, engenheiros, motoristas e administradores. Em época de safra, o quadro de colaboradores chega a 100 pessoas.


Após quase três décadas de história, João Luiz Boareto acompanha a atuação do filho Danilo Boareto, de 27 anos, responsável pela área de projetos. A visão empreendedora se revela na segunda geração da família. “Estamos em processo de estudo para dobrar a capacidade de cada uma das três máquinas que beneficiam esse novo produto, para a safra de 2013”, disse Danilo Boareto. O empreendedor tem ainda outros dois filhos, que decidiram seguir os passos da mãe, formada em Medicina.

Crescimento da empresa é reflexo do desenvolvimento de um novo produto


O crescimento da Adubos Paranaíba, segundo João Luiz Boareto, está diretamente relacionado ao desenvolvimento de um novo produto, que começou a ser industrializado e comercializado em 2008. “A novidade consistiu em adicionar polímero [composto químico] ao adubo. O procedimento reduziu os custos da adubação sem comprometer a produtividade”, disse o empresário.


A produção do fertilizante envolveu ainda o desenvolvimento de um maquinário exclusivo. Além de fabricar o produto, a empresa conta com a logística de distribuição, com uma frota própria de 14 caminhões.

A expectativa de João Luiz Boareto é que a empresa continue acompanhando os números do mercado de fertilizantes brasileiros.

Segundo o empresário, em 2020, a previsão é de que o país tenha uma produção de 40 milhões de toneladas por ano. Em 2011, foram produzidas 26 milhões de toneladas. “Para seguir evoluindo há a intenção de expandir por meio de filiais, para ficar mais próximo dos produtores de outras regiões e conquistar novos consumidores”, disse o empresário.
Consultoria

Para profissionalizar os processos dentro da empresa, em 2007, a Adubos Paranaíba passou a contar com o serviço do consultor Leonardo Baldez que, pouco depois, adquiriu 30% da empresa. O relacionamento direto dos proprietários com o cliente e a qualidade do produto são apontados por Baldez como características que favorecem o desempenho da empresa. “O segmento de fertilizantes é dominado por multinacionais. É preciso transparência com os parceiros para ter um crescimento sólido”, disse o sócio, que também é economista.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink