Produção de água na propriedade rural de tema de seminário
CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

Produção de água na propriedade rural de tema de seminário

O evento foi realizado durante a 20ª Expoagro Afubra em Rio Pardo-RS
Por:

Durante a 20ª Expoagro Afubra em Rio Pardo-RS foi realizado o seminário “Produzindo Água na Propriedade Rural”, uma iniciativa do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo (CBH Pardo) e Associação dos Engenheiros Agrônomos do Vale do Rio Pardo (AEAVARP). 

Para o presidente da AEAVARP Eng. Agr. Nirlei Storch é necessário combinar produção com preservação, e por isso a associação apoia eventos que prezem pela sustentabilidade. A presidente do CBH Pardo Valéria Vaz falou que a bacia é pioneira no Estado em projetos de Pagamentos por Serviços Ambientais (PSA) valorizando ações preservacionistas nas propriedades rurais que colaborem para a segurança hídrica da região. 

O Programa Protetor das Águas do município de Vera Cruz-RS viabiliza incentivos econômicos para preservar, oferecer melhor qualidade de vida aos agricultores e fomenta inclusive a sucessão familiar. O prof. Eng. Amb. Marcelo Luís Kronbauer da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) relatou que o projeto consiste de ações complementares, entre elas, preservação da mata, proteção de fontes, tratamento de esgoto, plantio em nível, cobertura de solo, interferência nas estradas com mecanismos que favoreçam a infiltração e recarreguem o lençol freático. 

Tanise Etges, responsável técnica da ETA/SEMAE e coordenadora do programa em Vera Cruz, cita que ações de PSA requerem o envolvimento de Agricultores, Prefeituras, CBHs, Universidades, Usuários, Órgãos Ambientais, Entidades de Extensão Rural, e três são os mecanismos de valoração: usuário-pagador, poluidor-pagador e protetor-recebedor. 

O presidente da Sociedade de Agronomia do Rio Grande do Sul (SARGS) Eng. Agr. Leonardo Cera prestigiou o evento e falou sobre produção de água citando o case da Fronteira Oeste - CBHs Ibicuí e Quaraí. Os reservatórios construídos pelos agricultores ao longo dos últimos 100 anos permitiu expandir a cultura de arroz e hoje a região responde por 15% da produção brasileira do cereal, trata-se também da produção de água para produção de alimentos e renda, concluiu. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.