Produção de Algodão pode ser recorde na safra 2010/2011
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,156 (0,78%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (-0,36%)


Agronegócio

Produção de Algodão pode ser recorde na safra 2010/2011

No ciclo, o Brasil deve plantar 1,1 milhão de hectares e produzir entre 1,6 e 1,7 milhão de toneladas
Por:
1752 acessos

Brasília - As perspectivas do setor e do governo são positivas em relação à produção e à área de plantio do algodão. No ciclo 2010/2011, o Brasil deve plantar 1,1 milhão de hectares e produzir entre 1,6 e 1,7 milhão de toneladas, contra 1,1 milhão de toneladas previstas para este ano.

“Se a produção atingir 1,7 milhão de toneladas, o Brasil poderá colher a maior safra da história de algodão. Para isso, são importantes questões como clima, crédito para plantio e preço, que prometem ser bastante remuneradores”, afirma o coordenador-geral de Oleaginosas e Fibras do Ministério da Agricultura, Sávio Pereira. Os temas foram discutidos nesta terça-feira, 26 de outubro, durante a 20ª reunião ordinária da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Algodão e Derivados.

“Os custos de produção estão estabilizados. Então, este é o momento de o Brasil recuperar a área que vinha plantando em anos anteriores”, enfatiza o presidente da Câmara Setorial, Sérgio De Marco. Segundo ele, a expectativa é que o país exporte, neste ano, 450 mil toneladas de algodão. Para a próxima safra, o volume pode chegar a 600 mil toneladas, o que tornará o Brasil o terceiro maior exportador mundial da fibra, atrás dos Estados Unidos e Uzbequistão.

Neste ano, os preços do algodão subiram de US$ 0,70/libra para US$ 1,10/libra “Este é o melhor preço dos últimos 140 anos”, explica Pereira.

Estados

Os dados estaduais apresentados pelo setor privado na reunião indicam que a área plantada em Mato Grosso deve passar de 428 mil hectares, na safra 2009/2010, para 619 mil hectares em 2010/2011. Em Mato Grosso do Sul pode saltar de 38,6 mil hectares para 53,6 mil hectares, e em Minas Gerais, de 14,5 mil hectares, nesta safra, para 27 mil hectares no próximo ciclo.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink