Produção de algodão será recorde em 2011

Agronegócio

Produção de algodão será recorde em 2011

O óleo de algodão apresenta um rendimento superior aos outros e também maior resistência à oxidação
Por: -Janice
1355 acessos
A produção do algodão vem crescendo a cada ano no Brasil e, para 2011, a safra poderá alcançar a marca recorde de 1,95 milhão de toneladas, contra 1,19 da última colheita. Segundo dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o algodão terá faturamento 54,8% maior este ano, chegando à marca de R$ 4,6 bilhões.

Em decorrência da grande expectativa em relação aos ganhos com a produção de algodão, o Brasil elevou sua área de plantio para 1,3 milhão de hectares, contra apenas 835,7 mil hectares em 2009/10, conforme informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os maiores estados produtores são Mato Grosso, Paraná e Bahia.Três países são responsáveis por 64% das 25 milhões de toneladas a serem colhidas este ano no mundo. A China lidera com 6,4 milhões de toneladas, seguida de Índia, 5,7 milhões, e Estados Unidos, 4 milhões. O Brasil pode subir no ranking, passando do quarto para o terceiro lugar, dobrando a produção nesta década.

Muito utilizado no Brasil, até a década de 50, o óleo de algodão está voltando ao consumo do brasileiro. A empresa Granprie, única produtora do óleo de algodão em Minas Gerais, comercializa desde 2009 o produto tanto para o uso no preparo de alimentos (em frituras, massas, dentre outros) quanto na agricultura. “O óleo de algodão apresenta diversas possibilidades de uso, inclusive em algumas plantações, misturado aos inseticidas e fungicidas, de forma a fixar melhor o produto na planta para combater as principais pragas do coqueiro que são os ácaros e traças com grande eficiência”, informa o diretor da empresa, Leonardo Pena.

O óleo de algodão também é utilizado na lavoura de café e na plantação de rosas colombianas para evitar a proliferação de pragas, além de oferecer uma grande vantagem para o meio ambiente, porque é natural e não polui. E também como desmoldante industrial na fabricação de tijolos e telhas.

Os óleos vegetais são considerados como excelentes opções para consumo de produtos fritos e que levem óleo no seu preparo. Entre as diversas vantagens nutricionais apresentadas pelo óleo de algodão, pode-se destacar que é rico em vitamina E (antioxidante natural que auxilia no combate aos radicais livres); fonte equilibrada de ômega 3 e ômega 6 e livre de gorduras trans. Esses benefícios são mantidos mesmo após o aquecimento durante o processo de fritura, o que não acontece com os outros óleos vegetais. Além disso, o óleo de algodão apresenta um rendimento superior aos outros e também maior resistência à oxidação, o que permite uma mesma utilização por mais vezes com boa qualidade e características sensoriais. Ele é considerado uma das melhores opções para substituir as gorduras hidrogenadas na preparação de alimentos, já que essas últimas não são totalmente sintetizadas pelo organismo humano. Com isso, elas ficam acumuladas nas artérias, podendo causar doenças cardiovasculares e outros danos para a saúde.

Outro diferencial do óleo de algodão está no fato de não perder suas características ao ser colocado em altas temperaturas como acontece, por exemplo, com outros óleos. O óleo de algodão é o único que, mesmo em altas temperaturas (250°) ainda mantém suas propriedades e repassa aos alimentos suas vantagens nutricionais.

Na comparação com o óleo de soja, o de algodão tem um rendimento de duas até quatro vezes superior e, em relação às gorduras hidrogenadas, pode chegar até 30% de rendimento. “Isso porque o óleo de algodão tem cadeia molecular maior ao ser comparado os outros óleos vegetais que geram baixa absorção”, destaca Pena. Além disso, o óleo de algodão apresenta maior resistência à oxidação, tornando sua vida útil maior e permite uma mesma utilização por mais vezes com boa qualidade e características sensoriais.

As informações são da assessoria de imprensa da Granprie.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink