Produção de frutas cresce no Araguaia

Agronegócio

Produção de frutas cresce no Araguaia

Uma produção bem diversificada garante produção o ano todo
Por: -Wisley Tomaz
1719 acessos

A cadeia produtiva da fruticultura tem crescido significativamente na região do Norte Araguaia. Prova disso é que o trabalho de incentivo ao cultivo de frutas na comunidade Bom Jesus começa a se expandir. Antes, apenas 8 famílias investiam no segmento, agora outras 12 começaram a investir na produção de frutas diversas e a utilizar a atividade como uma fonte importante de renda.

As 20 famílias plantam em 45 hectares frutas como abacaxi, maracujá, acerola, graviola, murici, jamelão, noni, jaca, manga, goiaba, jenipapo, taturubá, cajamanga e cajazinho silvestre, pequi e coco. Uma produção bem diversificada que garante produção o ano todo.

O trabalho em prol do desenvolvimento e fortalecimento da cadeia produtiva da fruticultura em Mato Grosso é impulsionado pelo Programa MT Regional. No município de Vila Rica (1.259 km a Nordeste de Cuiabá), o cultivo da frutas também está em franca expansão. Uma das estratégias adotadas para incentivar a produção na região é o trabalho conjunto e um dos próximos passos será a a implantação de uma indústria de processamento de polpas.

Por enquanto, a produção é comercializada no mercado local e nos municípios vizinhos. A partir de 2011, o município de Vila Rica vai introduzir a fruta no cardápio da merenda escolar, aumentando assim o consumo de frutas e garantindo a comercialização para os pequenos proprietários.

O secretário de Projetos Estratégicos (Sepe-MT) e do Programa MT Regional, Renaldo Loffi, destaca que a fruticultura é uma das cadeias produtivas mais importantes no Estado. Segundo ele, desde a implantação do programa, foram instaladas inúmeros cursos de capacitação voltados à fruticultura, com objetivo de atingir os 141 municípios, por meio dos 15 Consórcios Intermunicipais. Dessa forma, Mato Grosso poderá produzir mais e comercializar no próprio Estado, com maior qualidade e menor custo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink