CI

Produção de grãos cai 7% em 2023/2024

Em contrapartida, segunda safra traz esperança


Foto: USDA

A produção de grãos no Brasil para a safra 2023/2024 está projetada em 297,54 milhões de toneladas, uma redução de 7% em comparação com a temporada anterior. Este decréscimo representa uma queda de 22,27 milhões de toneladas, conforme os dados mais recentes divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). As condições climáticas adversas nas principais regiões produtoras são apontadas como a principal causa da diminuição na colheita.

No entanto, há sinais positivos no horizonte. A colheita da segunda safra já começou, apresentando melhores índices de produtividade. Comparando-se a estimativa atual com a divulgada em maio, houve um aumento de 2,1 milhões de toneladas, destacando-se os cultivos de milho, algodão em pluma e feijão. O milho, principal cultura da segunda safra, tem uma produção estimada em 88,12 milhões de toneladas. O Progresso de Safra da Conab, divulgado esta semana, indica que cerca de 7,5% da área semeada já foi colhida. Embora as condições climáticas variem significativamente pelo país, houve uma melhora na produtividade em estados importantes.

Em estados como Mato Grosso do Sul, São Paulo e parte do Paraná, a falta de chuvas impactou negativamente a produção do milho de segunda safra. Em contraste, em Mato Grosso, Pará, Tocantins e parte de Goiás, a distribuição adequada de precipitações e o uso de tecnologias avançadas pelos agricultores resultaram em boas produtividades nos talhões colhidos e perspectivas promissoras nas áreas ainda em maturação. Com isso, a estimativa total de produção do milho alcança 114,14 milhões de toneladas.

O clima também favoreceu o cultivo do algodão, cujas lavouras estão predominantemente nos estágios de formação de maçãs e maturação. A área plantada nesta temporada é estimada em 1,94 milhão de hectares, um crescimento de 16,9%. Isso reflete uma expectativa de aumento de 15,2% na produção de algodão em pluma, que pode chegar a 3,66 milhões de toneladas.

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.