Produção de ovos no Rio Grande do Norte investe em rastreabilidade

Ovos

Produção de ovos no Rio Grande do Norte investe em rastreabilidade

Agora, as cascas trazem a identificação da marca e do lote de fabricação
Por:
316 acessos

A Tapuio Agropecuária, localizada em Taipu, cidade a 65 quilômetros de Natal, adotou uma nova modalidade de controle de qualidade nos ovos produzidos na fazenda instalada no Rio Grande do Norte. Agora, as cascas trazem a identificação da marca e do lote de fabricação, assegurando a rastreabilidade, mesmo que a embalagem tenha sido descartada. Atualmente, a Tapuio produz quase dois milhões de ovos por mês, vendidos para supermercados, empórios, restaurantes e hotéis em todos os estados do Nordeste.

“Essa nova tecnologia é uma forma de ampliar o controle de qualidade dos ovos produzidos, aumentando a segurança alimentar para os consumidores”, explica o diretor executivo da Tapuio Agropecuária, Francisco Veloso. A tinta utilizada para a impressão é comestível e autorizada pelos órgãos competentes.

A fazenda conta com mais de 100 mil aves e é pioneira na produção de ovos diferenciados. Destas, 70 mil já vivem soltas sobre o piso de areia, livres de gaiolas, e recebem alimentação vegetariana. Essas galinhas são responsáveis pela produção de 1,5 milhão de ovos Mr. Caipira por mês. As demais galinhas, responsáveis pela produção dos ovos Mr. Ovo Saúde e Mr. Ômega 3, também serão criadas fora de gaiolas até 2021.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink