Produção e exportação de agroquímicos disparam na China
CI
Imagem: Marcel Oliveira
INSUMOS

Produção e exportação de agroquímicos disparam na China

Volume total de exportação foi de 290,7 mil toneladas, um aumento de 65,7% no ano
Por: -Leonardo Gottems

A produção e as exportações de produtos agroquímicos dispararam na China no primeiro bimestre deste ano, aponta novo relatório “China Food & Agribusiness Monthly” do mês de April 2021 do Rabobank. Por outro lado, os analistas destacam que os ‘players’ desse mercado foram pressionados por baixas margens de lucros no período.

De acordo com o estudo, de janeiro a fevereiro de 2021, a produção de ingredientes ativos cresceu e atingiu as 385 mil toneladas, um aumento de 35,1% na comparação com os dois primeiros meses do ano passado. O resultado representou o maior volume para o período nos últimos três anos. 

“Isso se deve aos fabricantes, que mantiveram a produção normal durante o Festival da Primavera, e à forte demanda por armazenamento no inverno e preparação do solo na primavera”, explicam os analistas do Rabobank, instituição financeira especializada no agronegócio. 

Nesse período, destacam eles, o volume total de exportação foi de 290,7 mil toneladas, um aumento de 65,7% no ano. Segundo o banco, isso ocorreu por dois fatores: Primeiro “devido à instável capacidade de produção no exterior, resultante da epidemia e ao aumento da demanda por agroquímicos chineses. Em segundo lugar, as expectativas de oferta contínua de agroquímicos apertados levaram os países estrangeiros a comprar antecipadamente”. 

“A indústria do glifosato está passando por mudanças. Em 29 de março, a Jiangshan Co, Ltd emitiu um anúncio afirmando que planeja adquirir todas as ações da Fuhua Tongda. Essas duas são gigantes do setor, com capacidade de produção de 120 mil toneladas/ano e 70 mil toneladas/ano, respectivamente. A nova entidade ultrapassará a Xingfa como o maior fabricante de glifosato na China e terá aproximadamente 17% da capacidade de produção global total”, conclui o Rabobank.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink