Produção mato-grossense avança 3,4% nesta safra
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,122 (0,29%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,14%)


Agronegócio

Produção mato-grossense avança 3,4% nesta safra

Estado encerra o ciclo 09/10 como o 2° maior produtor de grãos do Brasil
Por:
907 acessos

Estado encerra o ciclo 09/10 como o 2° maior produtor de grãos do Brasil

A safra estadual de grãos deverá encerrar o ciclo 09/10 com novo recorde de produção e área plantada. De acordo com levantamento divulgado ontem(9) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção das quatro principais culturas do Estado - soja, algodão, milho e arroz – avançou 3,4% nesta safra, passando de 28,30 milhões de toneladas para 29,27 milhões de toneladas. Já a área plantada expandiu de 8,43 milhões de hectares para 9,08 milhões de hectares, incremento de 7,7% na comparação das duas safras. O Estado é o segundo maior produtor de grãos do Brasil, atrás do Paraná que contabiliza 31,16 milhões de toneladas.

A Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja) atribui o crescimento da produção à expansão da área plantada na última safra e às condições climáticas. ”Ano passado choveu bem, o que despertou o interesse do produtor em plantar mais”, explica o presidente da entidade, Glauber Silveira. Segundo ele, Mato Grosso tem grande potencial para plantio de milho, devendo manter a área de cultivo no próximo ciclo.

A colheita já encerrou nas principais regiões produtoras do país. Em Mato Grosso, maior produtor nacional de fibra, o longo período de estiagem verificado nos meses de março e abril afetou a produtividade média do algodão, registrando recuo na ordem de 12,87%.

Com o encerramento da colheita, o produtor está voltado para a comercialização e a compra de insumos para a próxima safra. Diante do comportamento do mercado, a perspectiva para a próxima safra é de incremento ou, no mínimo, manutenção da área a ser plantada de milho, soja e algodão. (Veja quadro abaixo)

NÚMEROS – Os números da Conab trazem pequenas mudanças em relação ao levantamento anterior. Em área plantada, apenas o arroz registra queda (-8,80%), com a área recuando de 280,6 mil hectares para 246,9 mil hectares. A produção caiu de 803,9 mil toneladas para 742,7 mil toneladas (-7,62%), mas a produtividade aumentou de 2,86 mil Kg/hectare para 3 mil Kg/ha, crescimento de 4,99%.

Outra cultura que apresentou queda de produção foi o algodão (-5,65%), com a safra recuando de 614,2 mil toneladas de pluma para 579,5 mil toneladas, apesar do aumento da área plantada (8,49%) que passou de 387,4 mil hectares para 428,1 mil hectares. A produtividade apresentou queda de 12,87%, já que o rendimento médio por hectare caiu de 1,58 mil Kg para 1,38 mil Kg.

O recorde da safra 09/10 é garantindo, sobretudo, pelo bom desempenho do milho e da soja, que apresentaram crescimento em área e produção.

Segundo o levantamento da Conab, a área cultivada do milho sofreu expansão de 19,14%, passando de 1,64 milhão de hectares para 1,95 milhão de hectares, garantindo uma produção recorde de 8,54 milhões de toneladas, incremento de 5,69% em relação ao ciclo anterior (8,08 milhões de toneladas) apesar da significativa quebra de 11,29% na produtividade, que recuou de 4,92 Kg/ha para 4,37 Kg/ha.

Já a soja teve sua área ampliada de 5,82 milhões de hectares para 6,22 milhões de hectares. A produção cresceu 4,45%, saltando de 17,96 milhões de toneladas para 18,76 milhões de toneladas. A produtividade caiu 2,18%, com o rendimento médio por hectare encolhendo de 3,08 mil Kg para 3,01 mil Kg.

BRASIL – A safra de grãos no Brasil, ciclo 09/10, foi estimada pela Conab em 148,99 milhões de toneladas de grãos. O levantamento da Conab supera o estudo anterior e estima colheita recorde, 10,3% superior às 135,13 milhões toneladas da última safra. A soja deve fechar a produção em 68,69 milhões de toneladas, 20,2% a mais que no ciclo anterior. Para o milho, a produção estimada é de 56,12 milhões toneladas. A produção do algodão atingirá 1,18 milhão de toneladas, redução de 2,7% em relação à safra anterior.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink