Produção mineira de cebola deve alcançar recorde histórico

Agronegócio

Produção mineira de cebola deve alcançar recorde histórico

Safra prevista para 2011 é de 125,6 mil ton
Por: -Janice
1439 acessos
Safra prevista para 2011 é de 125,6 mil toneladas

A cebola, condimento tradicional da cozinha mineira, é muito procurada no período de frio, quando ajuda a incrementar o sabor de caldos e outros pratos quentes. O maior volume do produto é colhido entre julho e agosto e tem correspondido ao crescimento da demanda em Minas Gerais.

De acordo com a Superintendência de Política e Economia Agrícola (Spea) da Secretaria de Estado de Agricultura, para 2011, a previsão é de uma colheita de 125,6 mil toneladas. O número é o maior da série histórica sobre a produção mineira de cebola iniciada em 1994 e supera em 5,87% o volume recorde registrado no ano passado.

Os dados que possibilitam essa avaliação foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tendo como referência um estudo realizado em abril. De acordo com o superintendente João Ricardo Albanez, a região do Alto Paranaíba deve responder neste ano por 86,87% de toda a cebola colhida no Estado. “Na safra passada, a participação foi de 84,4%”, ele acrescenta.

No grupo dos municípios de Alto Paranaíba que mais produzem tem destaque Santa Juliana, com uma colheita estimada de 40 mil toneladas. Em seguida vem Rio Paranaíba, com 27,9 mil toneladas. No terceiro lugar estão empatados Nova Ponte e Perdizes, com a produção de 7,2 mil toneladas, vindo em seguida Campos Altos, com uma colheita prevista de 6,0 mil toneladas.

Nova Ponte e Campos Altos não participavam na safra passada do grupo dos cinco maiores produtores de cebola de Minas. “A ascensão dos dois municípios pode ser atribuída principalmente à utilização, agora, de terras ocupadas na safra anterior por outras culturas”, acrescenta o superintendente. “Houve também a aplicação de um volume maior de insumos e tecnologia”, ele ainda observa.

As avaliações de Albanez são confirmadas pelo extensionista local da Emater-MG em Nova Ponte, Gaspar José de Melo, e pelo coordenador técnico regional de Uberlândia, José Roberto Silva. Eles dizem que uma das características do cultivo de cebola é a rotatividade. “Isso não quer dizer que Nova Ponte esteja iniciando atualmente a produção, mas sim que grande parte das áreas ocupadas com a cebola foi reservada anteriormente por outras culturas”, comenta Gaspar Melo.

Para o extensionista, os produtores que escolheram Nova Ponte para cultivar cebola consideraram também aspectos como a boa altitude das áreas de plantio, a fertilidade do solo e condições de trabalhar com boa tecnologia como a irrigação por pivô. “Além disso, esses agricultores, que vieram em sua maioria de São Paulo e do Sul do país, contam com a facilidade para o transporte de insumos até as propriedades, pois o município está localizado a cerca de 80 quilômetros de Uberaba e Uberlândia”, ele explica. O extensionista acrescenta que a localização das lavouras ainda facilita o escoamento da produção.

Boas vendas

Os dados relativos à comercialização da cebola na Ceasa Minas confirmam a tendência de aumento da produção estadual. No entreposto de Contagem, na Grande Belo Horizonte, foram comercializados, no primeiro quadrimestre deste ano, 833,3 toneladas, um volume 124% superior ao registrado em idêntico período do ano passado. Já na Ceasa de Uberlândia, os registros são do primeiro trimestre deste ano e correspondem a 367,2 toneladas, volume 97,0% maior do que o registrado em idêntico período de 2010.

As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink