Produção mundial de ração chega a 873 milhões de t
CI
Agronegócio

Produção mundial de ração chega a 873 milhões de t

A Ásia é a região com a mais alta produção
Por:
A produção mundial de alimento para animais alcançou uma cifra estimada de 873 milhões de toneladas, de acordo com uma pesquisa global realizada pela Alltech. A pesquisa, avaliou a produção de alimentos para todas as especies em 132 países.
 
“A nova estimativa global, especialmente compara-se com o relatório da WATT de 2010, no qual falava-se em 717,6 milhões de toneladas”, declarou Aidan Connolly, vicepresidente de contas corporativas da Alltech. “A produção de alimento para animais é um fenômeno cada vez mais globalizado e esta pesquisa tem maior abrangência geográfica, em conseqüência disso, mais completa em termos de detalhes do grande cenário da indústria de nutrição animal.”
 
A Ásia é a região com a mais alta produção de ração, tendo produzido 305 milhões de toneladas e a China é o país líder com a produção de 175,4 milhões de toneladas. A Europa segue a Ásia com produção de 200 milhões de toneladas. A América do Norte, América do Sul/ Central, Oriente Médio/África completam a lista com 185, 125 e 47 milhões de toneladas respectivamente.
 
Em termos de especies, o montante de ração para aves representa 44% do alimento para animais do mundo, o que pode ser reflexo do custo ou preferências religiosas por este tipo de carne branca. Calcula-se que a produção de ração para ruminantes seja de 220 milhões de toneladas. Este dado não inclui a quantidade similar de matéria seca como silagem ou forragem. A produção de ração para suínos, eqüinos e pets não mudou de maneira significativa. Entretanto a fabricação para o setor de aqüicultura é o que cresce mais rápido, representou quase 30 milhões de toneladas no último ano.
 
“À medida que teremos que alimentar cerca de sete milhões de pessoas em 2012, é evidente que a eficácia da produção de carne, leite e ovos tenha mais importância. A Alltech investiu nessa pesquisa como parte de seu compromisso com a informação, transferência de tecnologia na cadeia da indústria alimentícia”, declarou Dr. Pearse Lyons, presidente da Alltech.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.