Produção pesqueira na região amazônica sofre com a estiagem

Agronegócio

Produção pesqueira na região amazônica sofre com a estiagem

baixo nível dos rios tem comprometido não apenas a atividade pesqueira, mas também o abastecimento de água na zona rural e a saúde da população
Por:
971 acessos

A atividade de pesca na região amazônica contabiliza os prejuízos por conta da estiagem. O baixo nível dos rios tem comprometido não apenas a atividade pesqueira, mas também o abastecimento de água na zona rural e a saúde da população.

De acordo com o presidente da Associação de Pescadores de Anori, Raimundo Braga, a produção do município foi reduzida consideravelmente e a população sofre com a falta de água potável.

“A produção pesqueira do nosso município, que antes registrava dez toneladas por mês, tem alcançado hoje apenas uma tonelada. Além disso, a população da zona rural tem feito uso de água insalubre, o que tem favorecido o aparecimento de doenças causadas pela falta de tratamento na água”, destaca.

O município de Benjamin Constant (localizado no Alto Solimões, região Sudoeste do Amazonas) registra prejuízos não apenas no setor da pesca, mas nas atividades econômicas que dependem de embarcações. Segundo o representante da colônia de pescadores de Benjamin Constant, João Vieira Falcão, o comércio local está parado.

“O município de Benjamin Constant tem sofrido com falta daqueles recursos que para chegar à região necessitam de uma embarcação. O comércio está parado. Infelizmente é um problema que atingiu os pescadores e a população como um todo.”

Segundo dados da Defesa Civil, 37 municípios decretaram situação de emergência. A cidade de São Paulo de Olivença chegou a decretar estado de calamidade pública. A assistência aos municípios onde não é possível fazer uso da embarcação tem sido realizada por meio de aviões e helicópteros. A população assistida recebe cestas básicas, kits de higiene pessoal e de remédios.

Até o momento, 21 municípios receberam ajuda humanitária.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink