Produtividade do Centro-Norte se compara à do Centro-Oeste

Agronegócio

Produtividade do Centro-Norte se compara à do Centro-Oeste

Produtores esperam alcançar os rendimentos do Mato Grosso, maior produtor nacional de soja
Por:
2111 acessos
Com a ajuda do clima e da alta tecnologia, os produtores do Centro-Norte do Brasil esperam alcançar os rendimentos do Mato Grosso, maior produtor nacional de soja. Para Glaucir Pauleto, gerente de produção e agrônomo da Ceagro, isso já ocorreu. “Nossa meta, de 51 scs/ha (ou 3,060 mil quilos por hectare) está sendo atingida nas primeiras áreas colhidas deste ano”, revela.


Produtor e presidente do Sindicato Rural de Balsas (Sindibalsas), Ivan Mota Barbosa também está otimista com os rendimentos alcançados nesta colheita. Ele acredita que a produtividade média da soja no município, que é o maior produtor estadual, dificilmente ficará abaixo dos 3 mil quilos por hectare. Além da competitividade comprovada dentro das porteiras das fazendas, a região maranhense tem vantagem logística sobre Mato Grosso, por estar a 750 quilômetros do Porto de Itaqui, em São Luís.


Tocantins

No estado mais jovem do Brasil, a safra 2010/11 também está para lá de positiva. O agricultor Márcio Donizete, de Pedro Afonso, confirma a tendência de altos rendimentos na soja. Neste ciclo, ele pretende colher 180 quilos por hectare a mais (três sacas) do que no ano anterior. “Minha média desse ano está em 3,2 mil quilos por hectare”, diz animado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink