Produtor gaúcho não terá oferta de estoques oficiais de milho
CI
Agronegócio

Produtor gaúcho não terá oferta de estoques oficiais de milho

Por:

O governo não vai vender seus estoques de milho agora para abastecer consumidores do Rio Grande do Sul - sobretudo produtores de suínos e avicultores. A decisão foi tomada ontem, em reunião entre técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A estatal vai acompanhar, nos próximos dias, a evolução do preço do grão naquele estado da Região Sul. Posteriormente, informaram técnicos do setor, será apresentada proposta para a remoção do produto de outros estados visando abastecer o Rio Grande do Sul, por meio da venda em balcão - oferta do estoque governamental a preços de mercado.

Em virtude da seca no estado, houve quebra na produção de milho, com estimativa de falta de 1 milhão de toneladas. No entanto, o estoque da Conab é de 1,2 milhão de toneladas para todo o País. Apenas a Região Nordeste do País deve precisar de 500 mil toneladas. O governo tem abastecido aquela região através do Valor de Escoamento de Produto (VEP).

Mas, segundo estimativa do ministério, se usasse agora este instrumento no Rio Grande do Sul, o grão seria ofertado a valores 22% acima do preço local, que já é considerado alto.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink