Produtores de melão de Santo Ângelo/RS abrem feira municipal

Agronegócio

Produtores de melão de Santo Ângelo/RS abrem feira municipal

Participam do evento, 27 famílias rurais da Associação dos Produtores de Melão de Ilha Grande
Por:
1718 acessos
A Associação dos Produtores de Melão, da localidade de Ilha Grande, interior de Santo Ângelo, abriu, na última terça-feira (21), na praça Ricardo Leônidas Ribas e em pontos específicos da cidade, a oitava edição da feira municipal disponibilizando aproximadamente 150 toneladas da fruta.

Participam do evento, 27 famílias rurais da Associação dos Produtores de Melão de Ilha Grande. O preço por quilo da fruta foi fixado em R$ 2,00. Estão sendo comercializadas as variedades: gaúcho, cascudinho, cantaloupe e hallesbest, que é uma das novidades da feira em 2010.

Líria Fonseca Kristofari, produtora de Ilha Grande, que participa da feira desde a sua primeira edição, diz que plantou uma área de 12 hectares em sua propriedade. A expectativa é obter uma produtividade média de oito a dez toneladas por hectare. Ela estima uma que a quebra na safra de melão em sua propriedade ficou em 10%. "Houve o abortamento da fruta em decorrência da queda de temperatura à noite", justificou.

No entanto, Líria destacou que a qualidade da fruta neste ano é bem superior à da safra passada, que registrou perdas de 80%, devido ao excesso de chuvas, alegou. Liria acredita que dependendo da demanda, a feira poderá se prolongar até o início de março de 2011. As maiores vendas são do melão gaúcho, observou. A agricultora esclareceu que os produtores também estão entregando melão na rede supermercadista.

AMADURECIMENTO MAIS RÁPIDO

O clima durante a atual safra foi favorável para o amadurecimento mais rápido da cultura, gerando maior qualidade ao produto. O período normal da safra de melão ocorre de dezembro a fevereiro. O secretário municipal da Agricultura, Diomar Lino Formenton, ao participar da solenidade de abertura do evento, enfatizou que a procura de melão está bem maior nesta edição por parte dos supermercados, em virtude do sabor da fruta, o que mostra que houve um avanço tecnológico nas lavouras.

Formenton disse ainda que a Secretaria vem buscando, a cada ano, outras cultivares da fruta que são mais resistentes às adversidades climáticas, comparados ao melão gaúcho.

As informações são da Rádio Sepé.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink