Produtores de MT irão solicitar reforço nos estoques de milho
CI
Agronegócio

Produtores de MT irão solicitar reforço nos estoques de milho

Atualmente existem 600 mil toneladas no estoque
A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat) irão solicitar ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que reforce o estoque regulador de milho no estado para dois milhões de toneladas. Atualmente existem 600 mil toneladas no estoque, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o que pode não ser suficiente para abastecer a demanda interna, principalmente dos suinocultores. A medida será solicitada em agosto.


Por conta do bom preço, com a saca esteja sendo vendida em média a R$ 21,40 no estado nesta semana e as comercializações que já atingiram 69,5%, segundo dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a safra recorde de 14,2 milhões de toneladas pode não ser suficiente para atender a demanda interna. Segundo o presidente da Famato, Rui Prado, os produtores temem que falte milho para abastecer a suinocultura e avicultura mato-grossenses. "Com a evolução do preço do cereal, tendo os estoques baixos, não há como equilibrar o mercado. Por isso entendemos que seja necessário solicitar o reforço dos estoques ao Mapa", informa Prado.


O diretor executivo da Acrismat, Custódio Rodrigues, explica que a atual crise que o setor enfrenta por conta do embargo russo à carne suína brasileira, que já dura um ano, pode agravar ainda mais caso falte milho - principal componente da alimentação dos suínos. "Precisamos garantir que haja estoques para atender nossa demanda. Caso contrário nossa crise tende a se agravar", alerta Custódio.


O Sistema Famato é a união da Famato, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) e dos 86 Sindicatos Rurais de Mato Grosso.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink