Agronegócio

Produtores de soja pedem regras na classificação dos grãos

Produtores querem regras mais claras
Por:
2654 acessos
Produtores de soja querem regras mais claras na classificação do grão e nos critérios de descontos quando o produto perde valor em função de problemas de qualidade. O setor reclama que, ao contrário de países como os Estados Unidos e a Argentina, no Brasil faltam normas.


De acordo com o diretor executivo da Associação dos Produtores do Soja de Mato Grosso (Aprosoja), Marcelo Duarte, as regras no Brasil se restringem, as aquisições do governo federal, a importação ou ao consumo direto humano. "No entanto, a maior parte da nossa produção é vendida para esmagamento ou in natura".

A umidade é um dos problemas que mais pesam na classificação da soja. As empresas que compram o grão descontam essa característica negativa que prejudica o armazenamento. Sinal de que a soja pode estragar mais rapido por causa da ação de bactérias.


Isso quer dizer que a cada 100 quilos de soja, a umidade deve ficar no máximo em 14%. Acima dessa margem o impacto será no bolso do produtor. Cada percentual a mais de umidade significa que ele vai perder um quilo do grão no negócio. Por exemplo, se atingir 18%, o prejuízo será de quatro quilos.

Segundos os produtores, as empresas geralmente embutem o custo de secagem do grãos, por conta do gasto com energia no processo. Outras caracteristicas também são avaliadas, entre elas a impureza. Para cada problema são estimados percentuais de descontos.


Alternativa - Para diminuir a surpresa com os descontos a Aprosoja Brasil monitora o mercado desde 2007 com a ajuda de um simulador. Antes de fechar o negócio, o produtor pode consultar uma tabela de percentuais utilizados pelas empresas na safra anterior.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink