Produtores de suínos de Santa Catarina vão negociar em Brasília
CI
Agronegócio

Produtores de suínos de Santa Catarina vão negociar em Brasília

Por:

Uma missão catarinense deve viajar a Brasília na quinta-feira da semana que vem para uma audiência com o secretário nacional de Defesa Agropecuária, Maffao Tabano. O secretário da Agricultura do Estado, Moacir Sopelsa, disse que a reunião servirá para fechar o documento que será encaminhado ao governo russo sobre a situação da Aujeszky em Santa Catarina. O governador Luiz Henrique da Silveira recebeu sexta-feira passada um documento do embaixador da Rússia no Brasil, Vaffili Gromov, no qual reitera a intenção de retomar a compra de suínos de SC este mês. Portanto, não haveria restrição dos russos.

Sopelsa acredita que na reunião poderão ser prestados os últimos esclarecimentos que emperram a volta das exportações. A Rússia não fez novas exigências. Para o secretário, é improvável que SC perca espaço para outros estados nas vendas aos russos. Ele acredita que até o final do mês já poderá iniciar os embarques. O secretário-geral da Faesc, Enori Barbieri, disse que, infelizmente, alguns desencontros entre o governo federal e estadual acabam prejudicando o produtor. Ele destacou que está na hora de uma solução definitiva, pois os protudores não suportam mais essa “novela”. Barbieri teme que as exportações possam continuar suspensas, agravando a crise que a suinocultura está atravessando. “Seria o fim dos criadores independentes”, disse Barbieri.

Na opinião do presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Paulo Tramontini, o embargo se deve a um erro de interpretação do laudo enviado pelo Estado ao Ministério da Agricultura. Segundo ele, o mal entendido não deve impedir definitivamente as negociações com os russos, que haviam sido retomadas este mês. Tramontini aguarda uma solução para o caso e a retomada imediata dos embarques. “Um dos exames apresentou sorologia positiva, mas isso não indica que teremos novos focos da doença”, explicou.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.