Produtores desperdiçam insumos por falta de manutenção nos pulverizadores
CI
Agronegócio

Produtores desperdiçam insumos por falta de manutenção nos pulverizadores

A pesquisa realizada mostrou que 92% dos pulverizadores inspecionados apresentavam problema no manômetro
Por:

Dos US$ 6 bilhões que o mercado nacional de defensivos agrícolas deve movimentar este ano, cerca de US$ 600 milhões serão jogados fora por erro de calibração dos equipamentos de aplicação, segundo afirmou o professor Marco Antonio Gandolfo (da UENP/FALM), que esteve recentemente na Cocamar, falando a produtores de soja sobre tecnologia de aplicação de agroquímicos. Além da calibração, ele destacou o estado dos bicos e a falta de uniformidade de distribuição na pulverização dos produtos, situações que podem ser detectadas em uma inspeção e corrigidas facilmente. Em um trabalho de inspeção realizado há alguns anos em pulverizadores por todo o Brasil, o professor disse que todas as máquinas foram reprovadas por um ou outro problema, situação que preocupa diante da possibilidade de os países europeus passarem a exigir um programa de inspeção de máquinas para os produtos exportados para aqueles países.

Problemas - A pesquisa realizada mostrou que 92% dos pulverizadores inspecionados apresentavam problema no manômetro, 80% tinham bicos ruins, 76% apresentavam erro na taxa de aplicação e 78%, erro na dosagem do produto. Também havia vazamento em 55% dos casos, as mangueiras estavam danificadas em 50% dos equipamentos e mal localizadas em 59,8%, além de uma série de outros problemas. Recentemente, um trabalho de inspeção semelhante foi feito em 90 pulverizadores na região da Cocamar e todos foram reprovados. Em 83%, havia problemas no manômetro e em 65%, bicos ruins. As mangueiras estavam danificadas em 45% dos casos e mal localizadas em 30%, havendo vazamentos em 28% dos equipamentos. Também foram registrados erros de aplicação em 74% dos casos, sendo que em 23% era para mais (o que significava desperdício) e em 51% para menos (comprometendo a eficiência do produto).

Perda - Em uma área de 100 hectares, considerando-se o gasto de R$ 30 mil com agroquímicos na safra, pode haver uma perda de R$ 100,00 por bico com 10% de desgaste. Levando em conta que a média no Brasil é de sete bicos desgastados por máquina, são R$ 700,00 jogados fora. O preço de cada bico novo, em média, é de R$ 15,00.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.