Pecuria

Produtores do Espírito Santo se beneficiam de soluções tecnológicas da Embrapa

Embrapa Gado de Leite segue fortalecendo suas ações em benefício dos produtores do estado do Espírito Santo
Por:
333 acessos

A Embrapa Gado de Leite segue fortalecendo suas ações em benefício dos produtores do estado do Espírito Santo. Só na semana passada foram dois dias de campo realizados no mesmo dia, em Mimoso do Sul e Pacotuba, distrito de Cachoeiro do Itapemirim. Os temas abordados foram pastejo rotacionado, novas cultivares de Capim-elefante e manejo sanitário do rebanho. “Os trabalhos naquela região estão sendo possíveis em razão de uma parceria bem estabelecida há dois anos com a Emater-ES e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper)”, frisou o chefe de Transferência de Tecnologia, William Bernardo.

Ainda na região de Pacotuba, William conta que está sendo montada uma vitrine de forrageiras com participação da Associação para o Fomento à Pesquisa de Melhoramento de Sementes Forrageiras (Unipasto). Entidade que tem sólida parceria com a Embrapa, a Unipasto agrega mais de 31 empresas e produtores de sementes de forrageiras localizados em diversos estados do Brasil. William lembra que no ano passado foram realizados quatro eventos técnicos naquele estado focalizando temas como Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e forrageiras para produção de leite. “Estão sendo muitas as demandas do Espírito Santo. Já estamos em articulação para a realização de mais dias de campo no segundo semestre”, adiantou.

O chefe de Transferência de Tecnologia destacou que está sendo formalizado um contrato de parceria com o Incaper, ampliando as atividades entre as instituições. “O acordo prevê diversas ações de transferência de tecnologia, como eventos técnicos e cursos de capacitação para profissionais do Incaper. Também estamos articulando apoio para reimpressão de publicações da Embrapa Gado de Leite e a execução do projeto Rebanho do Futuro”, detalhou. O projeto visa a venda, a preço de custo, de tourinhos das raças Gir, Holandesa e Girolando, produzidos por meio de biotecnologia de reprodução nos laboratórios da Embrapa, para produtores da região. O programa funciona com bons resultados em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, em parceria com a Emater.

Parceria sólida - Os entendimentos entre a Embrapa e o Incaper começaram em 2016, com a solicitação de uma visita técnica para 24 extensionistas do instituto ao Campo Experimental José Henrique Bruschi. Alguns meses depois, pesquisadores da Embrapa foram até o município de Domingos Martins para uma reunião técnica a fim de discutir o uso do software Gisleite e constataram a aplicação de diversas soluções discutidas apenas alguns meses antes.

Haviam sido implantadas sete vitrines forrageiras em fazendas do Incaper, que são utilizadas como sala de aula para os produtores rurais, a partir de variedades e cultivares cedidos pela Embrapa. Os extensionistas também criaram quatro unidades de demonstração de mudas de BRS Capiaçu e BRS Kurumi nos municípios capixabas, em parceria com produtores rurais. “As tecnologias divulgadas pela Embrapa estão sendo utilizadas na rotina dos extensionistas, com destaque para o manejo dos pastos e a utilização de novas cultivares forrageiras, além do estímulo para a adoção de sistemas de ILPF, o uso do Gisleite e as práticas de manejo nutricional e sanitário do rebanho leiteiro”, revelou, à época, o pesquisador Cláudio Nápolis.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink