Produtores do Paraná apostam no trigo neste inverno
CI
Agronegócio

Produtores do Paraná apostam no trigo neste inverno

Triticultores voltam a cultivar o cereal
Por:
Após queda no preço do milho, triticultores voltam a cultivar o cereal; área plantada no Estado deve ser 9% superior ao ciclo 2011/12

Depois de duas safras seguidas com redução de área, os campos paranaenses voltarão a ficar mais dourados neste inverno. O motivo é o aumento de 9% na área plantada com trigo em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, o Estado destinou para o ciclo 2012/13 mais de 845 mil hectares para o plantio do cereal. Até o momento, de acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), mais de 12% da área já foi semeada no Paraná.


Nos últimos dois anos, o aumento dos preços pagos pela saca de milho fez com que muitos produtores trocassem o trigo pelo grão. Mas com a redução do valor da saca do milho, que vem ocorrendo desde o final do ano passado, os agricultores voltaram a optar por trigo. Além disso, com os baixos estoques, o cereal voltou a ter preços mais atrativos neste ano. De acordo com Marcelo Garrido, economista do Deral, o valor da saca de trigo há um ano era de R$ 25,11. Atualmente, o valor da saca gira em torno de R$ 38. "A quebra na produção no ano passado devido à seca, à baixa produção mundial e à redução de área elevaram os preços do trigo", analisa.

No caso do milho, Garrido abre um parêntese e lembra que há alguns meses vêm ocorrendo sucessivos registros de queda nos preços. Em abril de 2012, a média de preço da saca do grão era de R$ 21,39. Em abril deste ano, o valor da commodity ficou na casa dos R$ 20. "Houve uma alta oferta de produtos no mercado, o que pressionou os preços para baixo", completa.


Flávio Turra, gerente técnico e econômico da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), afirma que os preços elevados do trigo estimularam os produtores paranaenses a plantar. Ele destaca que o valor da commodity deve continuar em alta neste ano, com média de R$ 37 a saca. Em 2012, por exemplo, o preço médio da saca de trigo não passou de R$ 25.

Para manter o produtor na atividade, evitando principalmente essas constantes migrações de trigo para milho, o técnico da Ocepar salienta que é necessário trabalhar a venda de produção por meio de contratos pré-estabelecidos. Isso, segundo ele, garante bons preços na hora de comercializar o produto. "O Brasil precisa de políticas de apoio ao cereal, porque só se preocupa com a inflação dos alimentos. Esse problema é facilmente resolvido com o aumento da produção", aponta.


Produção

De acordo com o último levantamento realizado pelo Deral, o volume de trigo deve ser 19% superior se comparado ao ciclo 2012/13. A produção deste inverno está estimada em 2,5 milhões de toneladas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.