Produtores querem aumentar produtividade do milho em Vila Nova do Sul

Agronegócio

Produtores querem aumentar produtividade do milho em Vila Nova do Sul

Produtores assistidos pela Emater/RS-Ascar esperam melhorar a produtividade das áreas de plantio de milho no município.
Por:
207 acessos

Produtores assistidos pela Emater/RS-Ascar em Vila Nova do Sul, na região Central, esperam melhorar a produtividade das áreas de plantio de milho no município, passando de 50 sacos por hectare para 80, já a partir da próxima safra 2016/2017. Em Vila Nova do Sul, são plantados aproximadamente 1,1 mil hectares de milho, envolvendo 360 produtores agrícolas, sendo que a Emater/RS-Ascar assiste a 60 agricultores no município. A meta do aumento da produtividade foi definida em reunião técnica realizada pela Emater/RS-Ascar na quarta-feira (03/08), às 13h30, no Galpão Crioulo Municipal, com a participação de agricultores assistidos interessados em melhorar a produtividade do milho, que é considerada baixa no município.

?A pequena produtividade se deve à baixa tecnologia empregada nas lavouras, o uso de sementes de milho de baixa qualidade, a adoção do plantio convencional e à falta de adubação correta?, explica o técnico do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Vila Nova do Sul, engenheiro agrônomo Alexandre Siqueira Altmann. Conforme o ele, ?a proposta técnica é a da adoção do plantio direto, adubação correta e uso de variedades que respondam melhor para conseguir melhorar essa produtividade?, diz.

Esses assuntos foram debatidos na reunião técnica do milho com o auxílio do assistente técnico de produção vegetal do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Santa Maria, Luiz Antônio Rocha Barcellos, que palestrou sobre a importância do plantio direto, adubação e rotação de culturas. O Plantio Direto é uma coisa nova no município, os produtores locais usam o plantio tradicional e têm dificuldades para acessar sementes de qualidade.

Houve também palestra do representante das Sementes Agroceres, engenheiro agrônomo Celso José Weber, explicando sobre a escolha das variedades, o posicionamento, a época de plantio e sobre as tecnologias Bt (milho resistente à lagarta) e a RR (milho transgênico tolerante ao herbicida).

Para a próxima safra serão conduzidas duas unidades demonstrativas (UD) de milho para que sejam observadas as variedades que serão plantadas pelos agricultores. ?No final do ano será possível realizar um dia de campo para ver a movimentação e o comportamento dessas sementes?, diz Altmann.

O plantio de milho começa a partir de agosto no Rio Grande do Sul. ?Com a alta no preço da saca de milho, os produtores estão voltando a produzir e melhorar a sua produtividade?, avalia o técnico.

A reunião técnica do milho em Vila Nova do Sul contou ainda com o apoio da secretaria da Agricultura, Comagro e Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink