Programa capacita 18,5 mil agricultores no Paraná

Agronegócio

Programa capacita 18,5 mil agricultores no Paraná

Empreendedor Rural completa dez anos de existência
Por:
895 acessos
Mais de 4,5 mil produtores do Paraná vão se reunir na segunda-feira (3), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Eles participam do Encontro de Encerramento do Programa Empreendedor Rural – edição 2012.

A iniciativa, que completa dez anos, é uma parceria de sucesso entre Sebrae no Paraná, Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep).


Estão programadas as palestras Perspectivas para o agronegócio brasileiro, com o ex-presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) Xico Graziano, às 10h30, e O que é ser empreendedor hoje no Brasil, com Rodrigo Brito, da Aliança Empreendedora, às 14h.

A tradicional apresentação de projetos desenvolvidos durante o Empreendedor Rural começa às 14h30, seguida da premiação dos melhores trabalhos de 2012. O encerramento do evento está programado para às 17h, depois de uma palestra sobre criatividade.

Lançado em 2003, o Empreendedor Rural leva soluções para o homem do campo, transformando propriedades rurais e o modo de pensar dos produtores. No Paraná, a iniciativa já capacitou 18,5 mil produtores, que experimentaram mudanças significativas na gestão de suas propriedades.


O Empreendedor Rural tem como objetivo principal desenvolver e estimular a capacidade dos produtores rurais paranaenses para que se transformem em empreendedores de projetos e propriedades sustentáveis. Mesmo cansados da lida diária, os produtores se dispuseram uma vez por semana, durante 17 encontros, a participarem de capacitações. Ao longo dos últimos dez anos, as aulas aconteceram nos 399 municípios do estado, atendendo a todas as comunidades rurais, o que era uma meta a ser atingida.

Transformação

“Olhando para trás, percebe-se que a administração da propriedade ocorria de forma intuitiva”, diz Ágide Meneguette, presidente da Faep e do Conselho Administrativo do Senar. “Se o produtor queria aumentar a produção de leite, comprava mais vacas, sem questionar se o rebanho estava produzindo na sua capacidade total, se a pastagem era suficiente, se ele tinha água para os animais, se tinha mercado para mais leite, qual era o custo da produção e o preço de mercado. São variáveis que não eram consideradas e muitas vezes, se observadas, demonstrariam prejuízo”, complementa.

Para o presidente da Faep, não há mais espaço para o amadorismo. “A propriedade rural é uma empresa que precisa ser administrada aproveitando ao máximo sua capacidade produtiva. Exige planejamento, muito lápis e borracha para se fazer todas as contas necessárias”. É isso que o Empreendedor Rural oferece ao produtor: autonomia no planejamento de sua atividade e na tomada de decisões, por meio de diagnóstico, planejamento estratégico, estudos de mercado, custos e receitas e avaliação de viabilidade do negócio.


O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Paraná, Jefferson Nogaroli, concorda com Meneguette e também destaca a importância do programa nesse processo de transformação da pequena propriedade em um empreendimento rural. “Planejar é um imperativo no mundo corporativo. Isso vale para os empreendedores, donos de micro e pequenas empresas e produtores rurais”.

O presidente da Fetaep, Ademir Mueller, diz que, graças ao Empreendedor Rural, o homem do campo tem melhorado de vida. “As propriedades rurais mudaram nos últimos anos, estão mais profissionais, mais focadas. Muitas saíram da agricultura de subsistência para transformarem-se em espaços produtivos, potencializados pelo uso de tecnologias”. Segundo ele, o programa tem um efeito multiplicador e transformador. “Quem faz o Empreendedor Rural vira exemplo para os vizinhos, o que é muito positivo porque aumenta, a cada ano, o número de capacitados. É uma corrente muito forte”, assinala Mueller.

Pesquisa

Em dez anos de existência, o Programa Empreendedor Rural transformou a vida do homem do campo paranaense. Pesquisa encomendada pela Faep, Senar, Sebrae no Paraná e Fetaep ouviu 842 produtores que participaram da capacitação desde 2003, quando o programa foi lançado. O estudo mostra a recuperação do orgulho de ser produtor rural.


Os números, que foram colhidos em 150 municípios do estado, no ano passado, apontam que 79,81% dos produtores entrevistados afirmarm, depois de terem participado do Empreendedor Rural, que veem futuro no trabalho que desenvolvem. A segurança na tomada de decisões em relação à atividade rural, após a capacitação, também é vista como um fator importante para 83,02% dos produtores consultados.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias no Paraná (http://asn.sebraepr.com.br);
sebrae@pr.sebrae.com.br
Coordenação: Leandro Donatti - Registro Profissional 2874/11/57-PR
Telefone: (41) 3330-5895 ou (41) 9962-1754

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink