Programa de Aplicação Responsável da Dow AgroSciences finaliza 2016 com mais de 3.500 pessoas treinadas no Brasil

Agronegócio

Programa de Aplicação Responsável da Dow AgroSciences finaliza 2016 com mais de 3.500 pessoas treinadas no Brasil

Investimento em tecnologia e educação está dentro dos objetivos da empresa
Por:
649 acessos

O Programa de Aplicação Responsável, um dos projetos de Boas Práticas Agrícolas da Dow AgroSciences, desenvolvido em parceria com a Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Botucatu, encerra 2016 com mais de 3.500 produtores rurais treinados em 165 cidades do país, passando pelos cultivos de soja, milho, cana-de-açúcar, campos de sementes, e também por agricultura familiar e hortifruti, novidades deste ano.
 
O Programa, que existe desde 2010 e já treinou mais de 16.000 profissionais do campo até hoje, foi desenvolvido com o intuito de apresentar os conceitos de boas práticas na aplicação de defensivos agrícolas, além de conscientizar e incentivar a adoção destas iniciativas, a fim de otimizar recursos, reduzir o impacto no meio ambiente e prover maior sustentabilidade para o agronegócio.
 
A coordenadora de Boas Práticas Agrícolas da Dow AgroSciences, Ana Cristina Pinheiro, destaca a importância dos treinamentos e reitera a expectativa da continuidade do programa em 2017. “Comprometida com a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva, a Dow AgroSciences defende a qualidade e segurança na aplicação de defensivos e temos como meta disseminar a importância das boas práticas agrícolas com foco nos conceitos de tecnologia de aplicação a um número cada vez maior de profissionais”.
 
O investimento em tecnologia e educação está dentro dos objetivos da empresa que foca na importância dos treinamentos para a capacitar e disseminar as melhores recomendações por meio de práticas integradas em todas as etapas do processo de cultivo e produção. “Esse Programa mostra o comprometimento da companhia com a sustentabilidade do agronegócio, o que nos inspira a trabalhar mais e melhor na criação de tecnologias que auxiliem os produtores no seu dia-a-dia”, reforça Ana Cristina.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink