Programa do PR levará calcário subsidiado para a agricultura familiar

Agronegócio

Programa do PR levará calcário subsidiado para a agricultura familiar

O calcário tem uma relação direta com o aumento da fertilidade e com o aumento da produtividade das lavouras
Por:
432 acessos

O programa Paraná Fértil, que prevê a aquisição de calcário pelos agricultores familiares, será lançado pelo governo do Estado na região Oeste do Paraná nesta sexta-feira (26), no município de Guaraniaçu, com a presença do secretário da Agricultura e do Abastecimento, Valter Bianchini. O calcário, insumo utilizado na correção do solo, tem uma relação direta com o aumento da fertilidade e, consequentemente, do aumento da produtividade das lavouras.

O programa vai atender prioritariamente o agricultor familiar, enquadrado no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que terá acesso à linha de crédito do Pronaf Eco, com juros subsdiados. Além da aplicação do calcário na lavoura, a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab) vai incentivar também as análises de solo na propriedade, para dimensionar a quantidade de insumo necessária para corrigir o solo.

Poderão ser beneficiados todos os agricultores familiares enquadrados no Pronaf, com prioridade para os municípios incluídos nos oito territórios do Centro Expandido. A linha de crédito do Pronaf Eco oferece juros subsidiados que podem variar de 1% a 5% ao ano e prazo de cinco anos para pagamento, incluindo até dois anos de carência.

Bianchini ressaltou que sucesso do programa de calcário vai depender da participação das prefeituras e cooperativas. Para isso, serão facilitados os arranjos locais com essas instituições para facilitar a redução de custos de levar o insumo até a propriedade. Esses arranjos irão atuar na organização da demanda, por grupos de agricultores, e no acesso a linhas de crédito.

O valor do financiamento será de no mínimo R$ 1.500,00 por agricultor até o limite do Pronaf, de acordo com a capacidade de pagamento do produtor e das propostas individuais de crédito.

SERICICULTURA - Segundo Bianchini, o programa de calcário foi iniciado no Paraná no ano passado, com um forte apoio aos produtores do bicho-da-seda. A expansão desse programa para outras regiões do Estado está vinculada ao crédito e à organização do agricultor junto com as cooperativas e prefeituras.

Em 2007, o governador Roberto Requião atendeu a solicitação dos sericicultores que necessitavam melhorar os solos dos amoreirais utilizados para criação do bicho-da-seda. Em 2008, o Estado investiu, a fundo perdido, cerca de R$ 2,7 milhões para levar o insumos a esses pequenos agricultores familiares.

De acordo com o Departamento de Desenvolvimento Agropecuário (Deagro) da Secretaria da Agricultura, o programa de apoio à sericicultura está em pleno andamento e já foram executadas cerca de 4.300 análises de solo e a Seab está em fase de entrega e distribuição de quase 600 mil sacos de 50 quilos de calcário aos produtores. A previsão é de entrega de 1,8 tonelada por hectare de amoreira para cada produtor.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink