Programa incentiva início de carreira profissional no campo

Agronegócio

Programa incentiva início de carreira profissional no campo

Jovens do setor rural de Mato Grosso tem a oportunidade de se qualificarem para um futuro promissor no mercado de trabalho
Por: -Janice
849 acessos
Jovens trabalhadores do setor rural de Mato Grosso tem a oportunidade de se qualificarem para um futuro promissor no mercado de trabalho, já que a demanda por mão de obra só cresce. A partir de julho o Senar-MT (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) em parceria com os Sindicatos Rurais e MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), executam o programa “Jovem Aprendiz”. “Queremos que as empresas rurais cumpram sua função social, não só o ponto de vista do cumprimento da legislação trabalhista, mas acima de tudo, de proporcionar uma carreira profissional solida e de sucesso aos futuros gestores. Precisamos oferecer alternativas aos jovens do campo e mantê-los na área rural, cada vez mais necessitada de mão de obra qualificada. O sonho da cidade grande é muito forte entre eles”, disse o presidente do Sistema Famato, Rui Prado.

O superintendente do Senar-MT, Tiago Mattosinho, lembra que a legislação trabalhista regulamentada em 2005 exige que toda empresa de médio ou grande porte, da área urbana ou rural, deve preencher de 5% a 15% de seu quadro de funcionários com jovens aprendizes, que comprovem a frequência na escola. Os jovens, com idades entre 14 e 24 anos, devem passar pelo menos 4 horas diárias na empresa para adquirirem experiência profissional.

O curso “Jovem Aprendiz” tem duração de um ano, período em que os alunos receberão todo conteúdo que compreende disciplinas básicas e específicas do ambiente rural. O supervisor de programas especiais, Rodrigo de Oliveira, explica que as primeiras turmas acontecerão em Rondonópolis, Barra do Bugres e Nova Mutum, com a participação de 120 pessoas. “Nesta primeira etapa realizaremos o curso nestes municípios, por identificarmos maior demanda entre os jovens. Para o próximo ano nossa intenção é aumentar o número de vagas”.

O representante do MTE e chefe da divisão do Cadastro Nacional de Entidades Sindicais, Antônio de Padua, informou que o Ministério busca cada vez mais parcerias como essa na área rural, porque muitos trabalhadores ainda permanecem no desemprego por não buscarem uma qualificação. Ele ressalta a importância das entidades de classe para o sucesso desses jovens. “As entidades de classe e os sindicatos rurais acompanham a demanda no meio rural com muito mais regularidade. Por serem autônomas e com leque variado de ações, elas são responsáveis pela cobrança de esforços tanto do empregador rural quanto do Ministério. E esse papel colaborativo é fundamental na formação desses futuros cidadãos”.

Os interessados em participar do programa “Jovem Aprendiz” devem entrar em contato com os sindicatos rurais dos respectivos municípios: Rondonopolis - (66) 3421-6567; Barra do Bugres - (65) 3361-1478; Nova Mutum - (65) 3308-1500

O Senar-MT é a entidade que atua na profissionalização rural voltada a homens e mulheres de todo o estado. Juntamente com o Imea (Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária) e os Sindicatos Rurais, compõe o Sistema Famato.

As informações são da assessoria de imprensa da Famato.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink