Agricultura

Programa Milho, Feijão e Pastagens é reeditado entre SindiTabaco e Estado

O programa é desenvolvido pelo SindiTabaco e conta com o apoio das empresas associadas
Por:
48 acessos

Incentivar a diversificação e a otimização no aproveitamento dos recursos das propriedades rurais. É o principal objetivo do Programa Milho, Feijão e Pastagens após a Colheita do Tabaco, desenvolvido há mais de 30 anos pelo Sindicato Interestadual das Indústrias do Tabaco (SindiTabaco) e outras entidades e que foi renovado para a Safra 2017/18 durante o evento da Abertura Oficial da Colheita Tabaco realizada nesta sexta-feira, 27, em Venâncio Aires.

O programa é desenvolvido pelo SindiTabaco e conta com o apoio das empresas associadas, da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e do Governo do Estado por meio da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi).
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink