Programa para Desenvolvimento da Agropecuária é tema de debate na Fenagro 2016

Agronegócio

Programa para Desenvolvimento da Agropecuária é tema de debate na Fenagro 2016

O pacote está orçado em cerca de R$ 6 milhões, recurso que será direcionado a melhorias na infraestrutura logística
Por:
1249 acessos

O pacote está orçado em cerca de R$ 6 milhões, recurso que será direcionado a melhorias na infraestrutura logística

Nove projetos que irão compor o edital público do Programa para Desenvolvimento da Agropecuária (Prodeagro), referentes à “Safra 2017/2018” foram aprovados, nesta quarta-feira (30), em reunião entre os membros do conselho gestor do Programa e o secretário estadual de Agricultura, Vitor Bonfim, no estande Institucional da Secretaria da Agricultura (Seagri), na Fenagro.

O pacote está orçado em cerca de R$ 6 milhões, recurso que será direcionado a melhorias na infraestrutura logística da Bahia. Dentre os projetos constam a recuperação, revitalização e conservação de estradas; construção e recuperação de pontes; além de um aditivo ao estudo do potencial hídrico da região Oeste e o melhoramento genético da soja pela Fundação Bahia.

O presidente da Aiba e do Prodeagro, Júlio Cezar Busato, ressaltou a importância do Fundo, ao longo desses três anos, aplicando com eficiência os recursos destinados, multiplicando-os para contemplar mais projetos. Na sua opinião, os resultados são bastante positivos. “Fizemos, através do Fundo, a manutenção de 380 km de rodovias estaduais e foram recuperados outros tantos quilômetros de estradas vicinais. Também temos realizado investimentos em pesquisa de variedades de soja mais primitiva, buscando melhorar a renda dos produtores baianos. Além disso, também com o pouco recurso do Programa, conseguimos construir o hangar da Base avançada do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), no aeroporto de Barreiras” disse Busato.

Para o secretário da Agricultura, o Prodeagro tem se revelado um dos principais instrumentos de Política Agrícola do governo do Estado da Bahia, de suma importância. “Este programa é importantíssimo para a agropecuária, pois viabiliza benefícios para o setor, como a melhoria da infraestrutura logística, modernização tecnológica, e desenvolvimento socioeconômico e ambiental. Estamos empenhados em continuar contribuindo para melhorar a qualidade de vida dos produtores, através de políticas públicas sólidas”, disse.

Segundo ele, já para esta safra 2016/2017, o programa possui 20 projetos em andamento, totalizando um investimento de R$ 19 milhões. O titular da Agricultura ainda chama atenção para a necessidade de que Políticas Públicas sejam elaboradas no sentido de realizar investimentos que contribuam para mudar a realidade de cada região. “Investimentos em logística proporcionam uma produção com níveis de eficiência mais elevados, proporcionando aumento de produtividade e rentabilidade, que, por sua vez, traz retorno para sociedade, na medida em que gera mais emprego e renda”.

Fazem parte do conselho gestor do programa a Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa), Fundação Bahia e as secretaria estaduais de Agricultura (Seagri) e Infraestrutura (Seinfra).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink