Projeto Agroeco leva novidades ao produtor de grãos
CI
SISTEMAS PRODUTIVOS

Projeto Agroeco leva novidades ao produtor de grãos

A ação pretende propiciar a construção conjunta de conhecimento e validar tecnologias desenvolvidas na Embrapa para promover a produção de grãos em sistema agroecológico
Por:

Em parceria com a Embrapa Arroz e Feijão – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Aproar – Associação dos Produtores Agroecológicos de Anápolis e Região e UEG – Universidade Estadual de Goiás e Uni Evangélica, a Emater – Agência Goiana de Assistência Técnica Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária deu início, na última sexta-feira (14), ao projeto Grãos Agroeco.

A ação pretende propiciar a construção conjunta de conhecimento e validar tecnologias desenvolvidas na Embrapa para promover a produção de grãos em sistema agroecológico na Aproar. Essas novidades serão oferecidas diretamente a produtores de grãos já assistidos pela Emater.

O projeto será desenvolvido em várias etapas de atividades. De acordo com o técnico da Emater Álvaro Rodrigues, “primeiramente será feita a aplicação de diagnóstico agroeconômico para validação de tecnologias em sistemas produtivos orgânicos de hortifruti e grãos”.

A primeira reunião para aplicação do questionário foi realizada na última sexta-feira (14) na propriedade do produtor Márcio, no Distrito de Sousânia, em Anápolis. Além de conversarem sobre o projeto, o encontro também proporcionou algumas comemorações. Na ocasião, foi comemorado o aniversário do técnico Álvaro e do dono da propriedade, o seu Marcio. 

O questionário aplicado servirá para que as instituições envolvidas conheçam a realidade econômica, social, ambiental e demais características do produtor e sua família. Todos eles já são acompanhados pela Emater em suas atividades e fazem parte da Aproar.

Agora, eles também contarão com o apoio das outras instituições através do projeto. O objetivo é que os agricultores continuem trabalhando com grãos como feijão, milho e arroz, cultivados em sistemas agroecológicos. No entanto, sem utilização de agrotóxicos, adubos químicos e sementes transgênicas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.