Projeto genético fomenta produção de galinha caipira no CE
CI
Agronegócio

Projeto genético fomenta produção de galinha caipira no CE

As aves são compradas pelo governo federal para o Programa Fome Zero
Por:

A produção de galinha caipira em Beberibe (CE) ganhou novo estímulo. Depois de participarem de projeto de melhoramento Genético em Avicultura Alternativa, da Pró-Reitoria de Extensão da Uece (Proex), os produtores caíam num impasse no momento da venda. A partir de agora, os problemas de preço, oferta e procura parecem ter encontrado uma solução. As aves são vendidas para o Programa Fome Zero, do governo federal.

O governo adquire 200 quilos por semana dos criadores do município. Ao custo de R$ 5,00 por quilo. Outros compradores pagam de R$ 2,50 a R$ 3,00 pelo quilo. O montante é rateado entre os criadores conforme a oferta de cada um.

O diferencial do projeto, explica o professor de veterinária Artur Henrique Soares da Silva, que ministra o curso junto com o professor Maurício Rodrigues, está na introdução do galo melhorado na criação. Um dos principais resultados está na postura de ovos. A intenção, diz Soares, é aumentar a média de 80 para 150 ovos.

No projeto já concluído em Beberibe, aconteceram quatro cursos com participação de 20 criadores em cada. Nesse período, 150 pintos são levados para o município. Depois de 30 dias são distribuídos entre os criadores. Com cerca de sete meses, substituem, nas criações, os galos caipiras. A idéia da Proex é estender o projeto para outros municípios do Interior do Ceará.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink