Projeto incentiva o desenvolvimento da fruticultura em Chapecó/SC
CI
Agronegócio

Projeto incentiva o desenvolvimento da fruticultura em Chapecó/SC

O projeto "Aproveitamento dos Microclimas da Região" tem o enfoque na banana e no abacaxi
Por:
O projeto "Aproveitamento dos Microclimas da Região" visa o desenvolvimento da fruticultura com enfoque na banana e no abacaxi e conta com recursos provenientes da Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca. “Viabilizar novas alternativas econômicas para os agricultores levando em conta as peculiaridades climáticas da região Oeste”, define o projeto a gerente de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Agricultura, Daiane Rafaela de Costa.


A Epagri e a Secretaria de Desenvolvimento Regional de Chapecó receberam na última semana 1.900 mudas de abacaxi (BRS Ajubá) e 1.900 mudas de bananeira (Prata, Catarina) que, por serem plantas oriundas da região de Joinville e São Paulo, passarão por um período de 45 dias para adaptação.

Daiane explica que a bananicultura e abacaxicultura são duas atividades rentáveis e economicamente viáveis, pois não necessitam de grandes investimentos, além de representar mais um mecanismo para garantir a permanência do homem no campo. “O suporte técnico da Epagri durante o desenvolvimento deste projeto piloto é de fundamental importância para a obtenção de resultados positivos. Considerando que o mercado local é abastecido por frutas oriundas de outras regiões, nossos produtores têm um importante espaço a ser conquistado”, acrescenta.


O gerente regional da Epagri de Chapecó, Valdir Crestani afirma que o projeto se desenvolve considerando os ecossistemas presentes na região. O trabalho será desenvolvido junto aos produtores no sentido de constituir uma alternativa de renda no Oeste catarinense.

Conforme o responsável pela área de fruticultura da Epagri Chapecó, Gilberto Barella, serão distribuídas mudas para agricultores nos 11 municípios da área de abrangência da SDR Chapecó para análise. “A partir dos resultados alcançados, em 2013 será desenvolvido um plantio mais significativos das duas culturas”, conclui.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.