Projeto PAIS inaugura primeira unidade no Cinturão Verde

Agronegócio

Projeto PAIS inaugura primeira unidade no Cinturão Verde

A primeira unidade entregue foi no lote do agricultor Judas Carvalho
Por:
141 acessos

A Secretaria de Meio Ambiente de MS, através do Departamento de Agronegócios, entregou na manhã desta segunda-feira (20) a primeira unidade do Projeto PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável) no Cinturão Verde.

A primeira unidade entregue foi no lote do agricultor Judas Carvalho, de 72 anos de idade. Morador do Cinturão Verde há 10 anos, o produtor rural conta que a iniciativa da Administração Municipal veio ao encontro das necessidades dos agricultores daquela localidade. “Foi o melhor passo que o Cinturão Verde poderia dar. Nós já estávamos produzindo, mas em pequena quantidade, agora com a ajuda da Prefeitura vamos crescer e melhorar a renda de nossas famílias”, disse.

O agricultor recebeu um Kit, como parte do Projeto, incluindo todo material que possibilita a estruturação de um sistema de irrigação e montagem de um galinheiro, além do cultivo de hortaliças e legumes de forma orgânica, ou seja, sem a utilização de agrotóxicos.

Juntamente com Judas Carvalho, outros nove pequenos agricultores do Cinturão Verde foram contemplados com o Projeto PAIS.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Cristovam Canela, o Projeto PAIS tem como objetivo principal fortalecer a agricultura familiar e ampliar a renda dos pequenos produtores. Segundo Canela, a metodologia do PAIS oferece produção de baixo custo, que se adéqua à realidade do pequeno produtor familiar.

“Temos que trabalhar com a realidade do homem do campo. Sabemos de suas dificuldades e por isso sempre que trazemos projetos para o agricultor pensamos em custos baixos. Queremos mostrar ao pequeno agricultor que é possível produzir alimentos de qualidade sem agredir o meio ambiente, sem utilizar agrotóxicos”, afirmou Canela.

Parcerias

A implantação da Tecnologia Social PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável) é uma parceria entre Prefeitura, Banco do Brasil e SEBRAE, que assinaram o convênio para o projeto em março de 2010.

“O SEBRAE é um parceiro desse projeto sustentável, abraçamos essa proposta que valoriza o homem do campo e mostra que é possível produzir sem degradar”, apontou a gerente do SEBRAE Regional Bolsão, Márcia Rocha.

O PAIS é uma realização da Fundação Banco do Brasil, SEBRAE, Ministério da Integração Nacional, e apoio técnico da Fazenda Vale das Palmeiras. São 7 mil famílias beneficiadas pelo PAIS em 19 estados e no Distrito Federal, desde 2005. Muitas delas já garantem o próprio sustento e conquistam novos mercados com os incentivos das instituições parcerias.

Comercialização

O destino de parte dos alimentos produzidos pelos pequenos agricultores já está sendo negociado. Os alimentos irão compor a merenda de escolas da Rede Municipal de Ensino.

“Como 30% da merenda escolar da Rede Municipal de Ensino tem de ser originada da agricultura familiar, já estamos em negociação para que os pequenos produtores do Cinturão Verde que fazem parte do Projeto PAIS possam vender seus produtos para o Município, sendo os produtos encaminhados para a merenda dos alunos”, explicou Cristovam Canela. O secretário ainda reforçou: “dessa forma os alunos terão merenda de qualidade e os pequenos produtores a certeza de comercialização de seus produtos”.

Aula

Antes da entrega da primeira unidade do PAIS, os agricultores tiveram mais um encontro com o técnico do Sebrae de Campo Grande, que repassou aos agricultores técnicas que devem ser executadas no projeto.

“Hoje nós concluímos a fase básica do projeto PAIS, onde passamos aos agricultores as principais noções de manejo. Já na próxima fase vamos seguir com o processo de especificação da plantação”, explicou o engenheiro agrônomo, Elio Sussumu Kokehara.

De acordo com Elio, os agricultores do Cinturão Verde vão receber acompanhamento técnico por aproximadamente dois anos.

O próximo encontro dos agricultores com o técnico do Sebrae está previsto para acontecer no mês de janeiro de 2011.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink