Projeto promove ações de estímulo à produção e ao consumo de hortaliças no PI

Agronegócio

Projeto promove ações de estímulo à produção e ao consumo de hortaliças no PI

90 participantes, entre agricultores, técnicos, estudantes e representantes de instituições integraram as aulas
Por:
225 acessos

90 participantes, entre agricultores, técnicos, estudantes e representantes de instituições integraram as aulas

Atividades elencadas na fase IV do projeto "Ações de Estímulo ao Consumo de Hortaliças no Estado do Piauí", voltado a promover atividades relacionadas à segurança alimentar e nutricional da população desse estado, fizeram parte da agenda de trabalho de pesquisadores da Embrapa Hortaliças (Brasília, DF) em conjunto com a Embrapa Meio Norte (Teresina, PI), no período de 22 a 24 de novembro.

Reunidos no Colégio Técnico de Teresina (PI), 90 participantes, entre agricultores, técnicos, estudantes e representantes de instituições públicas e privadas, integraram as aulas teóricas e práticas sobre aplicação de tecnologias para a produção de hortaliças, que contemplaram tópicos como nutrição, produção de mudas, sistemas de irrigação, noções de pós-colheita e processamento, produção orgânica e manejo de doenças.

Na esteira das atividades realizadas no Piauí, diversas outras ações concernentes ao projeto entraram na pauta de discussões durante a fase de avaliação da fase IV, "com vistas a ampliar o conjunto de tecnologias a serem disponibilizadas", de acordo com o supervisor da área de Transferência de Tecnologia Ítalo Lüdke, que coordenou os últimos trabalhos.

"O sucesso do projeto serve de estímulo para que seja colocada em discussão uma possível expansão das atividades, para promover o avanço técnico e cultural dos produtores", acentua Lüdke, para quem um bom começo seria apostar em uma experiência com alunos das Escolas Famílias Agrícolas. "Identificamos nesses alunos a possibilidade de trabalhar a qualificação de multiplicadores para ampliar o processo de cultivo de hortaliças, promovendo com isso maior acesso da população a alimentos saudáveis", anota.

Segundo ele, iniciado em 2011, o projeto ao longo dos anos reuniu um bom portfólio, com ações que caminham para a maturidade e colheita de resultados animadores em diversos municípios, num total de 17, que receberam kits para a montagem de hortas urbanas e rurais, com ferramentas (pás, enxadas e carrinhos de mão), insumos (sementes, adubos e corretivos) e equipamentos de irrigação. Nesse contexto, Lüdke destaca a importância das emendas parlamentares para a continuidade do projeto.

 "Essas ações de transferência de tecnologia vêm recebendo diversos incentivos que incluem a destinação de recursos oriundos de emendas parlamentares, a exemplo da mais recente, de autoria da senadora Regina Sousa, que envolveu diversas localidades do estado, a exemplo de São Raimundo Nonato, União e Pedro II, entre outros".

Vale lembrar que ao longo das diversas etapas de atividades operacionais do projeto, já foram contemplados dezessete municípios do Piauí: Teresina, José de Freitas, Campo Maior, União, Oeiras, Pedro II, Regeneração, Altos, Monsenhor Gil, Miguel Alves, Barras, Nazária, Palmeiras, Cabeceiras, Beneditinos, Picos e Alto Longá.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink