Proteção de culturas é debatida em Brasília

Agronegócio

Proteção de culturas é debatida em Brasília

"Trouxemos essa discussão para o Brasil, pois se trata de espécies de grande interesse agrícola nacional"
Por:
1341 acessos
Com o objetivo de elaborar diretrizes técnicas internacionais para descrições de cultivares candidatas à proteção intelectual de espécies de grandes culturas, como trigo, amendoim, mandioca e gergelim, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realiza, até sexta-feira, a 40ª Reunião Técnica do Grupo de Trabalho de Espécies Agrícolas (TWA, sigla em inglês) da União Internacional para Proteção das Obtenções Vegetais (Upov).


Durante a reunião também serão discutidas normas administrativas e legais, além de parâmetros técnicos para os procedimentos de proteção de novas variedades de plantas entre os países e organizações integrantes da Upov. "Trouxemos essa discussão para o Brasil, pois se trata de espécies de grande interesse agrícola nacional e, assim, podemos contribuir para o estabelecimento de padrões que serão utilizados internacionalmente. A braquiária, por exemplo, é a principal forrageira do Brasil e a base alimentar de toda a pecuária do País", disse a coordenadora do Serviço Nacional de Proteção de Cultivares (SNPC), Daniela de Moraes.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink