Publicação orienta no manejo e preservação do solo
CI
Imagem: Pixabay
AGRICULTURA

Publicação orienta no manejo e preservação do solo

O planejamento é a chave do sucesso de qualquer empreendimento
Por:

O planejamento é a chave do sucesso de qualquer empreendimento. Na agricultura não é diferente. O primeiro passo é conhecer o solo por meio de um estudo rigoroso: topografia, tipos, fertilidade, histórico e aptidão. A partir dos resultados o agricultor trabalhará cada passo seguinte do investimento. O livro Solos Sustentáveis para a Agricultura no Nordeste, que será lançado nesta quinta-feira 24, às 10 horas, em uma live pelo canal da Embrapa no YouTube, como parte das comemorações dos 46 anos da Embrapa Meio-Norte, reúne todas as informações sobre o tema e é o primeiro grande trabalho que chega ao mercado editorial.

Henrique Antunes e Luiz Fernando Leite, pesquisadores da Embrapa; e João Carlos Medeiros, professor da Universidade Federal do Sul da Bahia, são os editores técnicos. A obra tem 595 páginas, quatro partes, reunindo 17 capítulos. São 74 autores, entre cientistas da Embrapa e de Universidades federais. A ideia do livro surgiu na 4ª Reunião Nordestina de Ciência do Solo, em dezembro de 2017, em Teresina. O trabalho foi editado pela Embrapa e ganhou vida  com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI).

Foco nos biomas da região

As quatro partes do livro traz a retrospectiva, caracterização e conservação, focando na sustentação dos solos para a agricultura nos biomas Cerrado, Caatinga e Mata Atlântica do Nordeste brasileiro. “Não há um público específico que objetivamos atingir, mas sim todos os profissionais das Ciências Agrárias, desde estudantes, técnicos, consultores e agricultores”, justifica Antunes.”O livro é técnico, assim, é possível encontrar resultados de pesquisa e informações de tecnologias aplicadas a várias situações e manejos”. 

O pesquisador não destaca um capítulo, e justifica: “A primeira parte do livro busca nivelar o leitor com temáticas que transcendem especificidades de agriculturas ou biomas. É como se fosse um nivelamento prévio para leitura das demais partes do livro, que acredito que seja um diferencial da obra”. Segundo ele, o trabalho não esgota todo o conteúdo sobre manejo e conservação do solo no Nordeste, “mas é uma obra que busca contribuir com a literatura direcionada à região”.

Antunes diz, de maneira resumida, o que o agricultor pode encontrar com clareza no livro e aplicar no dia a dia: “Podemos citar que o agricultor deve acompanhar a fertilidade do solo, adotar práticas de manejo que proporcionem menor revolvimento, inserção de plantas de cobertura, inserindo diversidade de raízes no sistema produtivo; proceder rotação de culturas e caminhar para sistemas de produção integrados. Enfim, adotar tecnologias que proporcionam melhoria do solo, de sua qualidade, pois um solo bem manejado proporciona resiliência e estabilidade produtiva”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.