Quatro pessoas morrem com sintomas no Rio Grande do Sul

Agronegócio

Quatro pessoas morrem com sintomas no Rio Grande do Sul

Quatro pessoas morrem com sintomas no Rio Grande do Sul
Por:
176 acessos

Folha On Line - Quatro pessoas morreram na última semana no Rio Grande do Sul após serem internadas com sintomas de gripe suína. Autoridades de saúde, no entanto, aguardam o resultado dos exames que devem apontar se elas foram vítimas da doença --a gripe A (H1N1).

Três das mortes ocorreram em Passo Fundo -- cidade onde o caminhoneiro Vanderlei Vial, 29, morreu vítima de gripe suína em junho.

O secretário da Saúde do município, Alberi Grando, afirmou à Folha Online que, apesar dos sintomas de gripe, não há indícios de contaminação. "Não tem nada que diga que seja influenza A. Apesar dos sintomas de gripe, elas não tinham critérios de contaminação", disse.

Uma das mortes ocorreu dia 8; trata-se de um homem de 42 anos, com problemas cardíacos. Outro homem, de 30 anos, morreu dia 10. A terceira morte, uma mulher de 49 anos, morreu ontem (14).

Em Santa Maria, um rapaz de 25 anos morreu na madrugada desta quarta-feira no Hospital Universitário da cidade, de acordo com o secretário da Saúde do município, José Farret. A vítima esteve na região de fronteira antes de apresentar os sintomas da doença.

Mortes

O país tem quatro mortes confirmadas em consequência da gripe suína --duas em São Paulo e duas no Rio Grande do Sul.

No Rio Grande do Sul, a primeira morte confirmada foi do caminhoneiro Vanderlei Vial. A outra vítima é um menino de nove anos, morador de Sapucaia do Sul (RS), que morreu no último dia 5. O caso foi informado pela Secretaria da Saúde do Estado na última segunda-feira (13).

Em São Paulo, uma menina de 11 anos, moradora de Osasco (região metropolitana), morreu no último dia 30 de junho. Os pais, o irmão, a avó e três primos da garota também contraíram a doença.

A outra morte confirmada no Estado é de um homem de 28 anos, que morreu no último dia 10 no Hospital de Clínicas de Botucatu (238 km de São Paulo). Ele começou a apresentar os sintomas --febre, dor de cabeça, náusea, vômito, tosse e congestão nasal-- no dia 1 de julho.

Sintomas

A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório.

Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais, e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink